Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Homem que fraudava receitas e atestados médicos é investigado

Segundo o delegado Ulysse Luz, o homem, além de vender as documentações para pessoas, também utilizava das receitas para pegar remédios nos postos e revende-los

Após dois meses de investigações, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) realizou, na última terça-feira (03), busca e apreensão na casa de um homem, onde foram encontrados diversos formulários de receituários e atestados médicos em branco, guias de internação, além de carimbos falsos com nomes e CRM de médicos.

Segundo o delegado Ulysse Luz, o homem, além de vender as documentações para pessoas, também utilizava das receitas para pegar remédios nos postos e revende-los. Até o momento, a polícia não conseguiu calcular o prejuízo que o suspeito possa ter causado aos cofres públicos.

As suspeitas sobre o homem começaram depois que uma servidora de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) o denunciou, já que ele frequentemente ia a unidade e apresentava diversos receituários médicos com indícios de falsificação, como assinaturas iguais para diferentes médicos, além de os CRMs não serem registrados no cadastro hospitalar.

Além dos formulários em branco, na casa do homem ainda foram encontradas folhas em que ele treinava as assinaturas dos médicos, alguns que moram no exterior e outros que já estão afastados da profissão.

As investigações ainda mostram que a filha do homem, de 23 anos, também poderia estar envolvida nas fraudes. O próximo passado, segundo o delegado do caso, é identificar os responsáveis por dar esses formulários em branco ao suspeito. O suspeito foi indiciado por falsidade ideológica e está respondendo em liberdade.






Você pode gostar