Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

Copa do Mundo terá impedimento semiautomático

Uma animação em 3D será exibida no telão dos estádios e também nas transmissões de TV, para que todo o público tenha acesso à imagem

Por Camila Bairros 01/07/2022 10h56
Arte: Divulgação/FIFA

A FIFA anunciou hoje que usará um sistema que alerta o impedimento de forma semiautomática para os árbitros de vídeo, tornando a tomada de decisão mais rápida e precisa. A estreia da tecnologia será feita no dia 21 de novembro, na Copa do Mundo do Catar.

A animação em 3D será exibida no telão dos estádios e também nas transmissões de TV, para que todo o público tenha acesso à mesma imagem que foi usada pelos árbitros na análise do lance.

Segundo a entidade, desde a estreia do VAR na Copa do Mundo de 2018, a tecnologia vem sendo testada e aprimorada. Essa nova tecnologia utiliza 12 câmeras de rastreamento montadas no teto de cada estádio, que serão utilizadas para rastrear a posição exata de cada jogador, além de localizar, com precisão, 29 possíveis pontos de contato do corpo com a bola, 50 vezes por segundo.

A bola oficial da competição, a Al Rihla, terá um sensor de medição inercial (IMU) posicionado no centro, que enviará dados para a sala de operação 500 vezes por segundo, permitindo uma detecção precisa do momento do toque.

Combinando os dados de rastreamento dos jogadores e da bola, a nova tecnologia vai fornecer um alerta de impedimento automatizado para os árbitros de vídeo dentro da sala de operação do VAR sempre que a bola for recebida por um atleta em posição irregular.

Antes de informar o árbitro em campo, os árbitros de vídeo avaliam também de forma manual, para confirmar o traçamento da linha e se o atleta em posição de impedimento recebeu a bola de um companheiro de time. Esse processo levará poucos segundos, o que significa que as decisões de impedimento serão tomadas com mais rapidez e precisão.

Animação em 3D

Após a decisão ter sido confirmada pelos árbitros em vídeo e pelo árbitro em campo, os mesmos pontos de dados posicionais que foram usados ​​para tomar a decisão vão gerar uma animação 3D que detalha perfeitamente a posição dos membros dos jogadores no momento em que a bola foi jogada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Essa animação 3D, que sempre mostrará as melhores perspectivas possíveis para uma situação de impedimento, será exibida nas telas gigantes do estádio e também será disponibilizada aos parceiros de transmissão da FIFA para informar todos os espectadores da maneira mais clara possível.

Mais testes serão realizados nos próximos meses para ajustar o sistema antes que um padrão global seja implementado para garantir que a nova tecnologia possa ser usada no mundo do futebol.

Todos os detalhes sobre a configuração da tecnologia semiautomática de impedimento e a tecnologia de bola conectada serão apresentados às equipes que se classificaram para a Copa do Mundo da FIFA 2022 no Team Workshop, em Doha, nos dias 4 e 5 de julho, e depois compartilhados com o público.

O que diz a FIFA?

Segundo o presidente da FIFA, Gianni Infantino, a tecnologia de impedimento semiautomatizado é uma grande evolução dos sistemas VAR que foram implementados em todo o mundo nos últimos anos. “Esperamos que o mundo veja os benefícios dessa tecnologia, a FIFA está comprometida a melhorar o jogo de futebol em todos os níveis, e essa novidade é a evidência mais clara possível”, completou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já o presidente do Comitê de Arbitragem da FIFA, Pierluigi Collina, fez questão de falar sobre o impacto positivo do VAR no futebol. “O número de grandes erros já foi drasticamente reduzido, e esperamos que essa nova tecnologia possa nos levar um passo adiante. O processo de verificação de um possível impedimento às vezes leva tempo, e agora esperamos que essas decisões sejam mais rápidas e precisas”, afirmou.

Para finalizar, Pierluigi Collina deixou claro que os árbitros e árbitros assistentes ainda serão responsáveis pela decisão no campo de jogo.








Você pode gostar