Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Secretário de Saúde xinga chefe de cozinha de vagabunda e constrange governo da Bahia

Ao encontrar o restaurante de Angeluci fechado no fim de semana, Vilas-Boas enviou mensagens desaforadas à empresária e a chamou de vagabunda

Imagem: Reprodução

Camila Mattoso
FolhaPress

Causou constrangimento entre setores do PT da Bahia os ataques do secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, à empresária e chef de cozinha Angeluci Figueiredo. Ao encontrar o restaurante de Angeluci fechado no fim de semana, Vilas-Boas enviou mensagens desaforadas à empresária e a chamou de vagabunda. O restaurante, que fica em uma ilha na Baía de Todos-os-Santos, não abriu por causa do mau tempo.

Angeluci respondeu ao secretário, indicando que ele agiu com misoginia. “Os tempos mudaram, secretário: inexistem contextos que justifiquem essa relação de senhor e vassalo”. “O senhor chamaria de vagabundo um homem branco, dono de um restaurante, pelo fato de esse homem ter sido impedido de lhe atender num domingo de chuvas e ventos fortes?”, completou a chef.

Vilas-Boas, que é um dos auxiliares mais próximos do governador Rui Costa (PT), pediu desculpas em uma rede social. Em março, ele já havia protagonizado um entrevero com Ivete Sangalo, quando cobrou da cantora baiana engajamento para ajudar a evitar um colapso na saúde com a pandemia.






Você pode gostar