Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

No Ceará: Prefeitura ignora MP e espera por Bolsonaro

O chefe do executivo vai a região para a assinatura de ordens de serviço e visitas a obras

Guilherme Gomes
[email protected]

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), comunicou que não estará presente na passagem do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), pelo Estado. O chefe do executivo vai a região para a assinatura de ordens de serviço e visitas a obras.

“Não estarei presente a qualquer desses eventos, diante da real possibilidade de muitas aglomerações, algo frontalmente contrário à gravíssima crise sanitária que vivemos neste momento, com aumento preocupante de casos e óbitos. Tenho todo respeito à autoridade, mas não posso compactuar com aquele que considera grave equívoco”, escreveu Camila Santana em suas redes sociais.

Durante a visita, Bolsonaro vai passar por Fortaleza, Caucaia e Tianguá. O prefeito Luiz Menezes se recusou a decretar lockdown na cidade, ficou ao lado de presidente e contra o governo Camilo.

Ação do Ministério Público Federal (MPF)

Por meio de um ofício, o MPF recomendou ao prefeito Luiz Menezes, em obediência ao Decreto nº 33.936, de 17 de fevereiro de 2021, que suspenda eventos que aglomerem pessoas, alusivos, ao anúncio de obras a serem realizadas na BR-222.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O MPF afirmou ainda que o prefeito tem o prazo de 4 horas para prestar informações ao órgão sobre as providências adotadas.

Comitiva de Bolsonaro

O deputado André Fernandes postou uma foto no Instagram ao lado de Bolsonaro. O presidente usa uma camisa com a frase “Eu amo Fortaleza” e é acompanhado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas e o ministro da Secretaria-Geral da presidência, Onyx Lorenzoni.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar