Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Anvisa suspende autorização de importação da Covaxin

Negociação suspeita entre a Precisa Medicamentos e o Ministério da Saúde levou a agência a suspender de forma unânime a permissão

Por Willian Matos 27/07/2021 11h13
Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a autorização de importação e distribuição da vacina contra a covid-19 Covaxin. A decisão foi tomada de forma unânime por membros da diretoria colegiada da Anvisa nesta terça-feira (27).

A autorização havia sido solicitada pelo Ministério da Saúde e concedida pela Anvisa em junho deste ano. A agência optou por suspender a permissão após saber que a Precisa Medicamentos não tem mais o direito de representar a indiana Bharat Biotech, fabricante da Covaxin, no Brasil.

Para a Anvisa, pesou na decisão a “perda de legitimidade da empresa Precisa para atuar perante a agência”. A Precisa é alvo de investigações da CPI da Pandemia no Senado. Há diversas suspeitas em torno do contrato entre a empresa e o Ministério da Saúde, sobretudo em relação ao preço alto de cada dose.

A decisão levou em conta ainda notícias de que documentos ilegítimos podem ter sido juntados ao processo de importação, o que pode impactar as conclusões quanto aos aspectos de qualidade, segurança e eficácia da vacina a ser utilizada na população nacional.

Confira, na íntegra, a decisão da Anvisa.






Você pode gostar