Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Mundo

Governo dos EUA diz que acompanha o Caso Jacarezinho

Imprensa internacional também repercute o caso, e alguns portais classificam a ação policial como excessiva

Foto: Reprodução

O governo dos Estados Unidos disse nesta sexta-feira (7) que acompanha os desdobramentos da operação policial mais violenta da história do Rio de Janeiro, ocorrida na quinta-feira (7) e que deixou 25 pessoas mortas, no Jacarezinho.

Em nota, o Departamento de Estado dos EUA disse que o governo americano está ciente e acompanha de perto a operação e também os relatos das execuções extrajudiciais cometidas por policiais. O departamento também prestou condolências aos parentes das vítimas.

A porta-voz também declarou que “moradores de todos os bairros do Rio de Janeiro merecem policiamento responsável, assim como todos os cidadãos do Brasil”.

A imprensa internacional repercutiu o caso. O jornal americano Washington Post trata a ação policial como operação de guerra, descrevendo as imagens que mostram corpos estendidos no chão e sangue escorrendo por cômodos.

Também dos EUA, o The New York Times citou que este tipo de operação policial estava proibida judicialmente no Brasil.

O jornal árabe Al Jazeera disse que a operação foi uma carnificina (massacre) e que há divergências entre as versões da polícia e da população.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar