Menu
Economia

Para evitar multa, MEI precisa cadastrar dados

O DET é uma plataforma criada para realizar inspeções, enviar notificações e alertas

Redação Jornal de Brasília

03/06/2024 7h57

Foto: Agência Brasil

O prazo para os microempreendedores individuais (MEIs) e empregadores domésticos se cadastrarem no Domicílio Eletrônico Trabalhista (DET) foi ampliado até 1.º de agosto (a data-limite original era 1.º de maio).

O DET é uma plataforma criada para realizar inspeções, enviar notificações e alertas. Isso é válido mesmo para empresas que não possuem empregados. A inscrição é obrigatória e o descumprimento do prazo prevê multa de R$ 208,09 a R$ 2.080,91.

Para realizar o cadastro, é necessário acessar o site do DET com o login e senha da conta gov.br, desde que possua nível de segurança prata ou ouro. Dados do Sebrae indicam que os MEIs formam a maior parte das empresas brasileiras, com mais de 15 milhões de cadastros.

Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego, o objetivo é padronizar e dar mais eficiência nas comunicações entre auditores fiscais do trabalho e empregadores.

Estadão Conteúdo

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado