Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Economia

Guedes diz que programa de renda básica é ‘politicamente irresistível’

O auxílio emergencial foi direto na veia, a maior redução de pobreza da história”, afirmou, em palestra no evento de dez anos de concessões aeroportuárias

Foto: Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira que o programa Auxílio Brasil é “politicamente irresistível”. “Um programa de renda básica é politicamente irresistível. O auxílio emergencial foi direto na veia, a maior redução de pobreza da história”, afirmou, em palestra no evento de dez anos de concessões aeroportuárias no Brasil.

Guedes minimizou ainda as revisões de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Em janeiro, o Ministério da Economia divulgou a criação líquida de 142.690 empregos no ano passado. Mas após dez meses de revisões com dados entregues em atraso pelas empresas, o saldo atualizado de admissões e demissões mostra uma perda líquida de 191.502 vagas em 2020.

“É verdade, o Caged errou 100 mil. Mas estamos falando da criação de 3,5 milhões de empregos desde o fundo do poço. Da mesma forma, o IBGE também reviu suas contas. O Caged subestimou perda de emprego e IBGE superestimou o desemprego. Estamos criando empregos numa velocidade maior”, completou o ministro.

Estadão Conteúdo








Você pode gostar