Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Após fechar fábrica, Ford indeniza em R$ 2,15 bilhões estado da Bahia

A fábrica foi fechada em janeiro, logo após a fabricante anunciar que encerraria a produção de automóveis no Brasil

Foto: Agência Brasil

Eduardo Sodré
São Paulo, SP

Cinco meses após encerrar a produção de veículos no Brasil, a Ford pagou nesta sexta (18) uma indenização de R$ 2,15 bilhões ao Governo do Estado da Bahia. O valor se refere a um termo aditivo de contrato firmado em 2014, quando a montadora se comprometeu a realizar investimentos no complexo industrial de Camaçari em contrapartida a incentivos fiscais e financiamento a capital de giro.

A fábrica foi fechada em janeiro, logo após a fabricante anunciar que encerraria a produção de automóveis no Brasil. A unidade baiana montava os modelos Ka e EcoSport, que eram os carros mais vendidos da empresa no Brasil. “Com a decisão da Ford por fechar o complexo em definitivo, estes benefícios foram o parâmetro das negociações para se chegar ao valor da indenização devida pela empresa, acrescido de correção monetária”, diz o governo da Bahia, em nota.

O valor faz parte do conjunto de despesas geradas pelo fechamento das fábricas e demissão de funcionários -alguns acordos já foram fechados, mas ainda há alguns em andamento. A Ford prevê um impacto de aproximadamente US$ 4,1 bilhões em despesas não recorrentes, divididos em cerca de US$ 2,5 bilhões em 2020 e US$ 1,6 bilhão em 2021.

O processo teve início em 2019, quando as atividades em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo) foram encerradas. Em 11 de janeiro, a montadora anunciou o encerramento das operações em Camaçari, Horizonte (CE) e Taubaté (interior de São Paulo).

As informações são da FolhaPress

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar