Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Rodoviários não cumprem determinação e deixam povo na mão

Transporte pirata toma conta das ruas na manhã desta sexta-feira (14)

Publicado

em

Willian Matos
[email protected]

Mesmo com a Justiça determinando que a greve não acontecesse, os rodoviários amanheceram em greve nesta sexta-feira (14). Pessoas chegaram a ir para as paradas de ônibus, mas os coletivos não circularam nesta manhã.

Estação de BRT do terminal da Santa Maria vazia. Foto: Reprodução/Facebook

Metrô

O Metrô-DF, de greve há 42 dias, está rodando como estava desde a paralisação: 70% dos trens em horário de pico, 30% fora dele. No momento, 22 trens circulam normalmente. As estações estão vazias, e os vagões não tão cheios.

Vagão de um dos trens às 7h35. Foto cedida ao Jornal de Brasília

Com a greve consumada, foi possível ver muitos ônibus e vans na rua fazendo transporte pirata. Sem ter outra saída, o trabalhador opta pelos clandestinos para chegar na hora. O valor das passagens chega a R$ 10 em algumas lotações.

EPTG e W3

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) liberou a faixa exclusiva dos ônibus da Estrada Parque Taguatinga (EPTG). Ela ficará disponível durante todo o dia de hoje.

As faixas exclusivas das vias W3 Sul, W3 Norte e Setor Policial Sul também foram liberadas para o tráfego de todos os veículos até 23h59.

Acidentes

Com os ônibus parados, muita gente que tem carro optou por tirá-lo da garagem. A quantidade de veículos na rua aumentou e, consequentemente, o número de acidentes também. Nas saídas de Santa Maria e Gama, pequenas colisões deixaram o trânsito ainda mais pesado.

Na altura da Feira dos Importados, na Epia Sul, um acidente entre carro x moto deixou o motociclista ferido. Weliton Reis de Oliveira, 28 anos, foi levado ao Hospital de Base com fratura na perna direita.


Você pode gostar
Publicidade