Menu
Brasília

TJDFT mantém prisão de suspeito de feminicídio no Recanto das Emas

Na audiência, o Ministério Público (MPDFT) manifestou-se pela regularidade do flagrante e pela conversão da prisão. Em oposição, a defesa do acusado solicitou a liberdade provisória

Redação Jornal de Brasília

18/01/2024 18h24

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), através do Núcleo de Audiência de Custódia (NAC), converteu em preventiva a prisão em flagrante do homem acusado de assassinar a esposa a facadas na noite de ontem (17), no Recanto das Emas. O crime foi cometido em frente ao filho do casal, de três anos.

Na audiência, o Ministério Público (MPDFT) manifestou-se pela regularidade do flagrante e pela conversão da prisão. Em oposição, a defesa do acusado solicitou a liberdade provisória. Porém, o magistrado não viu razões para o relaxamento da prisão.

O crime

Uma mulher foi assassinada a facas por Francisco Farias da Silva, seu marido, na casa em que dividiam. Este é o terceiro feminicídio registrado no Distrito Federal desde o início do ano.

Após cometer o crime, o suspeito tentou contra a própria vida, mas foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) e encaminhado para o Hospital de Base em estado grave.

De acordo com o Delegado Chefe da 27ª Delegacia de Polícia, Fernando Fernandes, a vítima completaria aniversário amanhã e o crime aconteceu em frente ao filho de 3 anos do casal. “A vítima tinha duas perfurações de faca, uma no pescoço e uma no peito. O autor tentou tirar a própria vida com uma facada no peito”, explica o delegado.

O autor Francisco da Silva tem duas passagens policiais, uma tentativa de homicídio em 2005 e uma Maria da Penha, com outra mulher, em 2013. O autor Francisco Farias da Silva tem duas passagens policiais, uma tentativa de homicídio em 2005 e uma Maria da Penha, com outra mulher, em 2013.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado