Menu
Brasília

Homem acusado de tentativa de feminicídio no Recanto das Emas é procurado pela PCDF

Segundo informações da polícia, após cometer o crime na residência do casal, no Recanto das Emas, Thiago fugiu no veículo da família—VW/Gol, de placa KMZ-6850/DF

Amanda Karolyne

18/01/2024 19h36

Foto: PCDF

Segue foragido o homem acusado de tentar matar a companheira no último dia 13, no Recanto das Emas. O suspeito se chama Thiago da Costa Rodrigues, de 36 anos, e a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) pede ajuda da população para localizar o criminoso.

Segundo informações da polícia, após cometer o crime na residência do casal, Thiago fugiu no veículo da família—VW/Gol, de placa KMZ-6850/DF. A vítima chegou a ser socorrida por vizinhos e encaminhada a um hospital, onde permanece internada.

O mandado de prisão preventiva de Thiago foi deferido no dia seguinte ao crime, mas as equipes policiais não conseguiram o encontrar desde então. A busca já foi realizada em vários endereços de familiares do acusado. A PCDF pede para que, caso alguém tenha informações sobre o paradeiro do acusado, entre em contato com a delegacia pelo telefone 197.

A foto do suspeito está disponível para divulgação. “A divulgação da foto visa receber denúncias da população a respeito do paradeiro do autor, instrumento este devidamente amparado pelo interesse público e segurança da vítima em questão”, explica a delegada Patrícia Catarina Luzio, da 27ª DP.

A PCDF alerta para o crime de violência doméstica e familiar contra a mulher: É toda ação ou omissão que cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico à mulher, no âmbito da unidade doméstica, familiar ou de qualquer relação íntima de afeto conforme a Lei nº 11.340/2006.

Segundo a PCDF, essas são as formas de violência: violência física, que pode ser com socos, chutes, empurrões, queimaduras, estrangulamentos, entre outros; violência psicológica, que vem com humilhações, ameaças, isolamento social, controle financeiro, etc; violência sexual, que é qualquer ato forçado a que a mulher seja submetida contra sua vontade; e violência patrimonial, onde ocorre dano ou destruição de bens, documentos pessoais ou recursos econômicos da mulher.

O registro de ocorrência pode ser feito em qualquer delegacia de polícia, inclusive online na Delegacia Eletrônica da PCDF. Além disso, o órgão disponibiliza vários canais para denúncia e informações, como a seção “Denuncie” no site oficial da PCDF; o número de Whatsapp (61)9941-5362; canais online como o aplicativo PCDF Digital e o site “Violência Doméstica e Familiar”. E ainda, o Disque-Denúncia 197, que funciona de forma gratuita e 24 horas por dia.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado