Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

DF tem défice de mais de 290 mil vacinas

Ibaneis acionou a Procuradoria Geral do Distrito Federal para ingressar com uma ação e questionar o número de vacinas recebidas pelo Distrito Federal

Foto: Agência Brasília

Mateus Souza
[email protected]

O Distrito Federal aplicou 290.050 doses de vacinas contra a Covid-19 a mais do que o previsto pelo Governo Federal, o que provocou um défice no estoque. Após chegarem ao Brasil, ou serem fabricados, os imunizantes são entregues ao Ministério da Saúde, que os distribui de acordo com uma estimativa de pessoas que serão imunizadas. A informação foi divulgada pelo secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, durante a coletiva de imprensa sobre as ações do Governo do Distrito Federal de combate à pandemia, nesta quarta-feira (21), no Palácio do Buriti.

Segundo o secretário, foram vacinadas no DF mais pessoas do que o previsto pelo Ministério da Saúde. A expectativa era de que o GDF vacinasse 42.390 pessoas acima de 80 anos, mas foram vacinadas 53.734, um défice de 11.344 vacinas. Entre os agentes de segurança, a expectativa do ministério era de que fossem vacinados 6.753 profissionais, mas foram vacinadas 31.800, um défice de 25.047 vacinas. A diferença decorre principalmente da transferência de agentes de segurança, como funcionários da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), para a capital.

O Governo Federal também previa que seriam vacinados 33.200 profissionais da educação, mas o GDF vacinou 73.655, representando um défice de 40.465 vacinas.

Ainda segundo Rocha, o Distrito Federal deverá receber 250 mil doses de vacinas extras, em decorrência desse défice. O acordo foi firmado em uma reunião tripartite, entre os secretários dos estados, dos municípios e do Governo Federal. Mesmo após o tratado, o governador Ibaneis Rocha acionou a Procuradoria Geral do Distrito Federal para ingressar com uma ação e questionar o número de vacinas recebidas pelo Distrito Federal.






Você pode gostar