Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Brasília será a primeira capital a receber 5G no país

Procedimentos finais para liberação da faixa que será usada para a transmissão do sinal da internet já foram iniciados

Por Mayra Dias 22/06/2022 5h35

Brasília está caminhando para ser a primeira região do país a receber a internet 5g. Isso porque a Siga Antenado, entidade criada pelas operadoras Claro, TIM e Vivo, vencedoras da principal faixa do leilão do 5G, deu início aos últimos arranjos para liberar a faixa de 3,5 gigahertz (GHz) na capital, e é ela que será usada para transmissão do sinal da internet móvel de quinta geração (5G). 

Até o momento, parte da faixa é usada também para transmissão do sinal da TV parabólica na região. Por isso, de modo que não haja interferência, o sinal será transferido para outra banda, o que pede a instalação de certos filtros de proteção e a distribuição de kits de recepção do novo sinal das TVs parabólicas para a população. 

Os filtros, por sua vez, começaram a ser instalados em Brasília na semana passada e, como conta Leandro Guerra, CEO da Siga Antenado, a expectativa é instalar 110. Quanto aos kits, a empresa deu início à distribuição e instalação nesta segunda-feira (20). Para o DF, a previsão é distribuir e instalar 3,3 mil kits.

Segundo o titular, o objetivo é terminar a instalação dos filtros até o fim deste mês. No entanto, ele ressalta que não há garantia, visto que tudo depende do tempo que será levado para concluir a instalação do filtro. Desta forma, Leandro prefere não determinar uma data para início da ativação do 5G no DF, mas a expectativa na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) é que isso ocorra em julho. 

Ambos procedimentos são passos pendentes para a devida ativação do sinal do 5G em Brasília. Concluídas tais etapas, a Siga Antenado poderá notificar ao grupo da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que acompanha o 5G, a ativação do sinal. De acordo com a entidade, a distribuição e instalação dos kits de recepção do novo sinal das TVs parabólicas pode continuar mesmo depois de ativado o sinal do 5G na região. 

Restante do país

A escolha por Brasília para começar a ativação, contudo, não foi por acaso. Leandro Guerra afirma que a capital será a primeira devido sua característica de exigir uma menor quantidade de equipamentos em comparação às demais cidades do Brasil. Além disso, os equipamentos já estão disponíveis em estoque.

No caso das outras regiões do país, ainda não existe uma previsão de início do trabalho que já foi (e está sendo) realizado aqui. De acordo com cronograma aprovado pela Anatel, a liberação da faixa de 3,5 GHZ para o 5G nos outros estados deve acontecer até o fim de agosto. Ainda de acordo com q empresa, a tecnologia precisa ser ativada até o dia 29 de setembro, prazo este que já foi estendido em dois meses devido às dificuldades de importação de equipamentos pela Siga Antenado. Como afirma Guerra, o esforço para cumprir com o prazo tem sido grande, e esse prazo adicional de 60 dias deve ser suficiente. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quem recebe os kits?

Tem direito a receber os kits de recepção do novo sinal da TV parabólica as famílias registradas no cadastro de programas sociais do Governo Federal (CadÚnico) e que utilizam antenas convencionais para sintonizar canais de televisão. Para essas famílias, a distribuição e a instalação dos kits serão gratuitas. O custeio, desta forma, conforme está anunciado no edital do 5G, é bancado pelas próprias operadoras.

Diante disso, as famílias que se encaixam no perfil, de cordo com a Siga Antenado, devem entrar em contato com a central de atendimento da entidade para agendamento da instalação dos kits de recepção do novo sinal da TV parabólica.

Ainda de acordo com a Siga, a mudança para equipamentos mais modernos vai oferecer benefícios para os usuários, como uma maior qualidade de sinal, imagem e som. Cerca de 20 milhões de famílias no país acompanham o sinal aberto e gratuito via satélite na Banda C, que irá migrar para a Banda Ku, a fim de evitar interferências na faixa de 3,5 GHz, reservada para o 5G. Desse número, estima-se que praticamente metade são beneficiários dos programas do Governo Federal.  

O processo é totalmente gratuito. Os canais de atendimento são pelo telefone 0800 729-2404 ou pelo site www.sigaantenado.com.br. Vale destacar que, quem não fizer a troca, pode ficar sem sinal de TV. “É fundamental a participação e a mobilização da população registrada no CadÚnico para a agilidade do processo de migração, com a distribuição e a instalação dos equipamentos. A Siga Antenado trabalha para que os benefícios da nova tecnologia da parabólica de TV aberta cheguem o mais rápido possível na casa desses brasileiros”, explica Leandro Guerra. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quem utiliza antenas digitais externas, do tipo espinha de peixe, ou internas, já possuem acesso à TV Digital e não precisará passar por esse processo. Quem possui TV por assinatura, também não precisará fazer a troca.








Você pode gostar