fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Red Bull apresenta protesto contra o ‘volante tecnológico’ da Mercedes

O novo sistema foi utilizado nos carros dos pilotos Lewis Hamilton, que dominou as duas sessões de treinos, e Valtteri Bottas, após testes de pré-temporada

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A equipe Red Bull apresentou um protesto oficial, nesta sexta-feira, contra a Mercedes após os primeiros treinos livres para o GP da Áustria de Fórmula 1, o primeiro da temporada 2020, depois que escuderia campeã usou o polêmico DAS, sistema de Direção de Duplo Eixo (Dual Axis Steering) para preservação dos pneus.

O novo sistema foi utilizado nos carros dos pilotos Lewis Hamilton, que dominou as duas sessões de treinos, e Valtteri Bottas, após testes de pré-temporada.

A FIA já disse que o DAS não será permitido no próximo ano, apesar dos carros permanecerem os mesmos devido às novas regras teremm sido adiadas para 2022 por causa da pandemia, mas não a proibiram para 2020.

“Queremos clareza, porque isso tem um impacto em relação ao resto deste ano. É algo proibido para o próximo ano, mas a pergunta é: ‘É certo para este ano?”, perguntou Christian Horner, chefe da equipe Red Bull.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Pensamos que estamos do lado certo. Tivemos várias conversas com a FIA e essa é a razão pela qual estamos usando nos carros. Vamos apresentar nossos argumentos

e então, vamos ver”, acrescentou Toto Wolff, chefe da equipe Mercedes.

O DAS consiste em um sistema que permite a movimentação horizontal e lateral do ‘volante tecnológico’, para mudar o alinhamento das rodas dianteiras do veículo. Nas retas, a novidade evita uma grande perda de temperatura nos pneus, fazendo o conjunto durar mais.

A Mercedes está em busca do sétimo título consecutivo, enquanto a Red Bull foi a terceira no geral no ano passado, mas surge como grande rival para a disputa em 2020.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estadão Conteúdo


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade