fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Palmeiras se preocupa com desempenho ruim, mas tenta blindar Luxemburgo

No início do Brasileiro, inclusive, a análise era de que os jogadores tinham mais influência na falta de desempenho do que o comandante

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Thiago Ferri
São Paulo, SP

Diretoria e comissão técnica do Palmeiras discutem e buscam alternativas para fazer a equipe melhorar o rendimento apresentado até agora no Campeonato Brasileiro.

Com quatro empates em seis jogos e atuações fracas, há o consenso de que o desempenho não é bom, mas isso não faz com que a demissão de Vanderlei Luxemburgo seja discutida neste momento.

O técnico tem sido o principal alvo de críticas nas redes sociais, com direito a hashtags pedindo sua saída. A avaliação interna, porém, é de que a responsabilidade precisa ser dividida, sem deixar que tudo caia nos ombros de Luxemburgo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No início do Brasileiro, inclusive, a análise era de que os jogadores tinham mais influência na falta de desempenho do que o comandante.

Depois de um mês com jogos em seguida, o Palmeiras teve semana cheia para trabalhar após sua melhor atuação na competição, contra o Santos. O desempenho na sequência, contra Bahia e Internacional, não foi bom.

Ainda que isso seja visto como algo negativo no trabalho de Luxemburgo, pessoas no departamento de futebol lembram que na semana pós-clássico teve de ocorrer um trabalho de recuperação física que diminuiu o tempo de atividades no campo.

O cenário fora dos padrões depois de quatro meses sem jogos é outro atenuante no clube, que ainda cita a conquista do título paulista há menos de um mês, sobre o arquirrival Corinthians.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A cúpula do comando do futebol trabalha para blindar a Academia de Futebol de críticas consideradas exageradas. Com jogos sem público por conta da pandemia do coronavírus, as reações nas redes sociais têm sido o maior termômetro da torcida e aumentam a cada jogo.

Nesta quinta-feira (3), dia seguinte ao empate com o Inter, os muros do Allianz Parque foram pichados, com críticas ao presidente Maurício Galiotte e jogadores como Gustavo Scarpa, Bruno Henrique, Diogo Barbosa e Lucas Lima. Luxemburgo foi poupado no ato.

O time alviverde terá dois jogos contra paulistas nas próximas rodadas do Brasileiro: no domingo (6), visitará o Red Bull Bragantino e, na quinta (10), vai enfrentar o Corinthians na Neo Química Arena, como foi rebatizado o Itaquerão.

As informações são da FolhaPress

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade