fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Emocionado, Rafinha diz que decidiu voltar para a Europa por família

O experiente jogador disse que a família pesou em sua decisão de voltar para a Europa, onde defenderá o Olympiacos

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Sem esconder a emoção, o lateral-direito Rafinha se despediu do Flamengo nesta segunda-feira. O experiente jogador disse que a família pesou em sua decisão de voltar para a Europa, onde defenderá o Olympiacos. “Tenho família, tenho filhos e isso pesou muito na decisão”, declarou o atleta de 34 anos.

“É um momento difícil para mim. Queria agradecer por tudo. Vim pelo desafio de tentar triunfar no Brasil e consegui”, disse Rafinha, emocionado. “Isso que ficou. Vai ficar marcado. Realizei sonhos: campeão do Brasileiro e da Libertadores. Com 34 anos ainda ter mercado na Europa é um prêmio.”

Rafinha disse que guardará muitas memórias de sua passagem de pouco mais de um ano de Flamengo. “Vivi momentos que ficarão marcados. O embarque para a Libertadores e para o Mundial ninguém vai apagar. O desfile depois do título ficará marcado. Agora chegou a hora de encarar mais um desafio. É uma decisão difícil, tive que pensar muito. Tomei decisão com o coração partido. Saio com sensação de dever cumprido”, declarou o jogador, contratado pelo time carioca em junho do ano passado.

Questionado sobre a decisão de deixar o Flamengo, Rafinha disse que a questão financeira pesou, principalmente porque a aposentadoria se aproxima. “É algo que envolve muita coisa, também da minha família. Foi uma decisão difícil e muito rápida. Tenho família, tenho filhos e isso pesou muito na decisão”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ele disse ter recebido a proposta na quarta-feira da semana passada, horas antes de o Flamengo ser derrotado pelo Atlético-GO por 3 a 0. “Recebi a proposta antes do jogo contra o Atlético-GO. Sabia que havia interesse de outros clubes, mas não do Olympiacos. Era meio-dia da quarta-feira.”

“Vim para o Flamengo com o coração mesmo. Vim com esse desafio, triunfei e conquistei todos os títulos possíveis. Agora, foi uma decisão com o coração, mas também com a cabeça. Tenho poucos anos de carreira pela frente. Não é só pela parte financeira. Para mim, é um prêmio receber essa proposta com 34 anos e voltar a jogar a Champions (Liga dos Campeões).”

Rafinha fez questão de afirmar que a saída de Jorge Jesus não teve qualquer peso em sua decisão. “Não interfere em nada na minha saída. Ele já está no Benfica, não está mais com a gente. O futebol é muito dinâmico, treinadores vão e voltam, jogadores também… Então, não adianta fazermos planos. As coisas acontecem de um dia para o outro.”

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade