Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Bottas vence o GP do Japão; Mercedes conquista o hexa de construtores

A Mercedes está cada vez mais perto de conseguir uma sexta dobradinha consecutiva (campeonato de pilotos e de construtores), algo inédito na Fórmula 1

Publicado

em

Publicidade

O finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) venceu neste domingo o Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1 no circuito de Suzuka, com o alemão Sebastian Vettel (Ferrari) na segunda posição e o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) na terceira.

Graças à sexta posição na corrida do outro piloto da Ferrari, o monegasco Charles Leclerc, a Mercedes conseguiu seu sexto título consecutivo de construtores.

A Ferrari havia conquistado a primeira fila nos treinos classificatórios, que tiveram que ser adiados de sábado para a manhã de domingo devido ao tufão Hagibis, mas a escuderia se complicou desde o início da corrida.

Com 177 pontos de distância no campeonato, graças também ao ponto extra para Hamilton por fazer a volta mais rápida da corrida, as ‘Flechas de Prata’ não podem mais ser alcançadas pela Scuderia italiana, segunda na tabela.

No campeonato de pilotos, a vantagem na classificação do pentacampeão britânico em relação a Bottas passou de 73 para 64 pontos, mas ele poderá se sagrar campeão no próximo Grande Prêmio do México se conseguir um resultado muito melhor que o finlandês.

A Mercedes está cada vez mais perto de conseguir uma sexta dobradinha consecutiva (campeonato de pilotos e de construtores), algo inédito na Fórmula 1. Até o momento era a Ferrari quem possuía o recorde de dobradinhas seguidas com 5, as obtidas entre 2000 e 2004 com o alemão Michael Schumacher.

“Estou feliz, muito feliz”, disse Bottas ao final da corrida em que O finlandês largou na terceira posição em um grid comandado por Vettel. “Começar em terceiro não é fácil. Tive uma largada muito boa, consegui ficar em primeiro e em seguida o ritmo foi super bom, pude controlar a corrida”, acrescentou.

A sexta posição de Leclerc é provisória, à espera do resultado de uma investigação dos comissários devido a um choque com Max Verstappen (Red Bull) na primeira curva. O holandês não terminou a corrida.

O tailandês Alexander Albon (Red Bull) e o espanhol Carlos Sainz (McLaren) terminaram em quarto e quinto lugar respectivamente.

Os comissários também vão investigar outro incidente ocorrido entre o mexicano Sergio Pérez (Racing Point), nono provisoriamente, e o francês Pierre Gasly (Toro Rosso), que por enquanto é o oitavo.


Você pode gostar
Publicidade