Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Ponto do Servidor

“Onde eu estiver, estarei na defesa dos servidores”

Por Arquivo Geral 19/01/2018 7h00

Com críticas severas ao governador Rodrigo Rollemberg, a presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde (Sindsaúde-DF), Marli Rodrigues, diz que os servidores darão a resposta dos anos da gestão dele nas urnas. E diz que “o servidor não vota em covarde duas vezes”. Cogitada por alguns partidos políticos para se candidatar ainda este ano, ela é evasiva, quando questionada. E diz que qualquer decisão com relação à eleição será tomada pelo sindicato, em um seminário marcado para fevereiro. “Acredito que, independentemente de onde eu estiver, estarei na defesa dos servidores. E um bom guerreiro não foge à luta”, observa.

O Sindsaúde já avisou que deve apoiar para o governo um candidato que tenha boas propostas para a Saúde. Dos nomes até então postos, Frejat (PR) seria a melhor opção?

O Sindsaúde vai realizar um seminário em fevereiro. E esse momento será o pontapé, porque vamos discutir um projeto de governo. Não é uma definição de nomes. É o entendimento de que a nossa categoria precisa discutir política e os rumos da saúde pública no Distrito Federal. Vários governos passaram, a saúde está sucateada e a população desassistida. Os servidores estão frustrados, cansados e doentes. Tudo isso nós precisamos discutir e vamos fazer isso em nosso seminário. Mas o que norteia, de fato, o movimento do Sindsaúde, é a defesa do SUS e do servidor público.

Seu nome já foi sugestão de candidatura a deputada distrital. Você cogita isso?

Meu compromisso é, e sempre será, com os servidores e a saúde pública do Distrito Federal. Acre dito que, independentemente de onde eu estiver, estarei na defesa dos servidores. Como eu disse antes, nosso rumo político será definido apenas no seminário. Acreditamos que um bom guerreiro não foge à luta. Sequer estou filiada a partidos. Existem conversas e convites, mas nada disso foi discutido no âmbito da direção do sindicato.

Agora, que o Instituto Hospital de Base já foi implementado e do que já observou, você considera que há alguma chance de esse modelo dar certo?

Não existe mudança. O que existe é uma maquiagem para enganar a população, com imagens de um hospital chique, com dados e atendimentos camuflados. Rollemberg é mestre em vender ilusões. Se fosse uma pessoa mais simpática, eu até diria que ele é um mercador de ilusões. Rollemberg não está ajudando a população, o que está fazendo é usar o Hospital de Base para angariar votos pra sua campanha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Você acha possível que o governador Rodrigo Rollemberg consiga conquistar os votos dos servidores públicos para se reeleger?

Quem bate esquece, mas quem apanha, nunca. O servidor não vota em covarde duas vezes. Os servidores jamais vão esquecer o que esse governo fez com a nossa categoria durante estes três anos, nos perseguindo, censurando e nos dando calote. O servidor está com o salário defasado, enquanto isso, Rollemberg brinca com o dinheiro do Iprev, o futuro do servidor, para injetar recursos nos cofres públicos.








Você pode gostar