Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Randolfe pede a Alexandre de Moraes que substitua Aras em inquérito dos atos antidemocráticos

O caso apurava o envolvimento de 11 deputados na organização de movimentos de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro

O senador Randolfe Rodrigues, eleito Vice-Presidente da comissão que investigará as contas de brasileiros na filial do Banco HSBC na Suíça (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Mônica Bergamo
São Paulo, SP

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) quer que o procurador-geral da República, Augusto Aras, seja substituído na condução das investigações de parlamentares bolsonaristas que eram alvo do inquérito dos atos antidemocráticos.
Randolfe protocolou uma petição nesta quarta (9), no Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo que o ministro Alexandre de Moraes solicite ao Conselho Superior do Ministério Público Federal que Aras seja substituído.

Na semana passada, a PGR (Procuradoria-Geral da República) pediu ao STF o arquivamento das investigações. O caso apurava o envolvimento de 11 deputados na organização de movimentos de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que pediam o fechamento do Congresso e do Supremo e a volta do regime militar.

“Ora, pugnar pelo arquivamento indevido de inquérito pode configurar, em tese, omissão ilícita, já que a persecução penal é um poder-dever, não se curvando a meros sentimentos pessoais do ocupante de plantão da cadeira de Procurador-Geral”, diz o documento.

Randolfe também cita a CPI da Covid e as eleições em 2022 no documento. “Conceber rebaixar a guarda em plena marcha da CPI da Pandemia ou justo no avizinhar-se das eleições de 2022 soará como um sinal verde aos delinquentes que se portam como cupins da democracia”, afirma na petição.

As informações são da FolhaPress

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar