Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Petrolíferas do mundo todo tiveram de diminuir margem de lucro, diz Bolsonaro

Depois disso, ele demitiu Bento Albuquerque do ministério de Minas e Energia e deu o cargo a Adolfo Sachsida

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a atacar a Petrobras nesta segunda-feira por seu lucro em um contexto de crise. “As petrolíferas do mundo todo tiveram de diminuir sua margem de lucro, exceto a Petrobras Futebol Clube, essa aí está preocupada em ser campeã do mundo”, disse o presidente em evento com empresários em São Paulo. “Nada contra empresa ter lucro, tem de ter lucro, se não tiver, não existe mercado livre, democracia”, acrescentou.

Na semana retrasada, Bolsonaro disse que o lucro da Petrobras era um “estupro” contra a população brasileira e cobrou a estatal a não reajustar o preço dos combustíveis, o que aconteceu na semana seguinte. Depois disso, ele demitiu Bento Albuquerque do ministério de Minas e Energia e deu o cargo a Adolfo Sachsida.

“Dói mandar alguém ir embora, não é fácil, mas as coisas acontecem, a gente tem de mudar”, afirmou Bolsonaro, sem citar o nome de Bento Albuquerque.

Estadão Conteúdo








Você pode gostar