Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Depoimento de Luciano Hang começa com promoção à Havan e tumulto entre senadores

Vestido de terno verde, gravata amarela e máscara com o logo das lojas Havan, Hang chegou a mostrar vídeo institucional de sua empresa, com permissão de Omar Aziz

Por Willian Matos 29/09/2021 11h41
Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

O depoimento do empresário bolsonarista Luciano Hang à CPI da Covid nesta quarta-feira (29) começou tumultuado. Sumidos há várias sessões, alguns senadores que apoiam o governo Bolsonaro fazem questão de estar presentes e geram bate-boca durante a oitiva.

Vestido de terno verde, gravata amarela e máscara com o logo das lojas Havan, Hang, antes de ser inquirido, falou dos feitos enquanto empresário, chegando até a transmitir vídeo institucional de sua empresa, com aval do presidente Omar Aziz (PSD-AM). A medida chamou a atenção dos senadores Fabiano Contaratto (Rede-ES) e Eliziane Gama (Cidadania-MA).

Em seguida, o relator Renan Calheiros (MDB-AL) iniciou os questionamentos. Os senadores Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) e Marcos do Val (Podemos-ES) interromperam, causando pequeno tumulto. O senador Rogério Carvalho (PT-SE) frisou que Flávio não aparecia à CPI há semanas. Flávio rebateu, dizendo que decidiu “ir ver o circo, com todo respeito aos palhaços”.

A oitiva prosseguiu, e Omar Aziz, que iniciou calmo a sessão, se irritou com a “enrolação” de Hang. O empresário se dirigiu ao presidente apenas como “Omar”, importunando novamente os senadores. Aziz recomendou a Renan Calheiros que interrompa o empresário caso ele fique “enrolando muito”.

Renan tem tentado fazer com que Hang responda aos questionamentos com ‘sim’ ou ‘não’, mas o empresário se nega e diz que é preciso contextualizar cada resposta.

O depoimento prossegue. Assista ao vivo:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar