Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Allan dos Santos recebeu R$ 26 mil da Twitch

Foi durante esse mês que o TSE ordenou que parassem de remunerar canais que compartilham fake news sobre as eleições

Foto: Agência Senado

O vazamento de dados da Twitch revelou que o blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, dono do canal Terça Livre, teria recebido U$ 4,7 mil da plataforma, o que equivale a cerca de R$ 26 mil. Dos Santos é investigado no STF pelos inquéritos das fakes news e dos atos antidemocráticos.

De acordo com os dados, o canal de Allan recebe transferências desde março de 2021 e, durante o mês de agosto, houve uma queda brusca nos valores. Foi durante esse mês que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ordenou que redes sociais parassem de remunerar canais e perfis que compartilham fake news sobre as eleições. Um desses canais foi o Terça Livre.

No mês seguinte, em setembro, foi quando dos Santos recebeu U$ 52, o menor valor. Se comparado com o mês anterior, em julho, ele teria recebido cerca de U$ 2.840. Os valores seriam referentes as assinaturas primes do canal.

Essa é a segunda polêmica que Allan se envolve na semana. Na última quarta-feira (06), a Folha de S. Paulo divulgou que o blogueiro teria se utilizado de uma estagiária do gabinete do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski como informante.

A relação foi descoberta através de troca de mensagens entre Allan e Tatiana Garcia Bressan, agora ex-estagiária, onde Bressan teria pedido para Santos ajuda para conseguir uma vaga de estágio no gabinete da deputada federal Bia Kicis (PSL-DF).

Porém, ao saber onde Tatiana trabalhava, Allan pediu para que ela continuasse como “informante” dele na casa. Em resposta, ela teria respondido que seria “uma honra”. As mensagens entre Santos e Bressan constam no inquérito das fake news, onde o blogueiro é investigado.

Tatiana estagiou na Suprema Corte de 19 de julho de 2017 a 20 de janeiro de 2019, dois meses antes da abertura dos inquéritos contra Allan, que também é investigado em outro processo onde busca-se identificar quem financia as fake news e os atos antidemocráticos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Logo no primeiro diálogo, Allan pergunta a Tatiana o que ela vê de mais espantoso no gabinete de Lewandowski. “O que vi de mais espantoso é que realmente eles decidem o que querem e como querem. Algumas decisões são modificadas porque alguém importante liga pro ministro”.








Você pode gostar