Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Mundo

Temos meta de emissão zero de carbono em 2050, diz Netanyahu na Cúpula do Clima

Secretária de Energia dos Estados Unidos, Jennifer Granholm, falou na cúpula e afirmou que, ao final da década, haverá um mercado de US$ 23 trilhões em energia de transição para uma nova era ambiental

Foto: Abir Sultan/AFP

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou no segundo dia da Cúpula do Clima que o país tem como meta a emissão zero de carbono até 2050. Ele ressaltou que Israel reduziu a dependência de carvão e, em 2025, o combustível fóssil não será mais fonte energética para a nação. “Fontes renováveis são quase 10% da energia de Israel e devem superar um terço no fim da década”, acrescentou Benjamin Netanyahu.

Energia de transição

Antes do premiê de Israel, a secretária de Energia dos Estados Unidos, Jennifer Granholm, falou na cúpula e afirmou que, ao final da década, haverá um mercado de US$ 23 trilhões em energia de transição para uma nova era ambiental. Assim, será necessário que a energia renovável esteja em plena escala em termos globais até lá.

No mesmo evento, o fundador da Microsoft, Bill Gates, destacou que novos produtos de consumo precisam estar adaptados à emissão zero de carbono. “Cadeias produtivas precisam estar em linha com emissão zero de C02. Precisamos, também, acelerar a inovação agrícola para lidar com questões ambientais”, acrescentou.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo






Você pode gostar