Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Economia

INSS começa a pagar 13º; veja calendário e como consultar

No total, o valor liberado para o pagamento do benefício será de R$ 28,3 bilhões (para 31.680.914 de brasileiros), segundo o órgão

Por FolhaPress 25/05/2022 6h35
Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

Felipe Nunes
São José do Rio Preto, SP

Mais de 31,6 milhões de segurados do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) começam a receber nesta quarta-feira (25) a segunda parcela do adiantamento do 13º salário. No total, o valor liberado para o pagamento do benefício será de R$ 28,3 bilhões (para 31.680.914 de brasileiros), segundo o órgão.

O primeiro grupo a receber são os beneficiários que ganham até um salário mínimo (R$ 1.212). A data do depósito varia conforme o número final do benefício. A partir de 1º de junho é a vez de quem ganha valores acima do mínimo até o teto, de R$ 7.081,22 neste ano. Veja abaixo o calendário completo.

Por meio do Meu INSS, é possível consultar nos extratos o valor do benefício mensal, o valor total do 13º, o desconto da primeira parcela já paga, além de descontos como Imposto de Renda (para quem tem a cobrança) e consignado, se for o caso.

Têm direito ao abono anual aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão. Não recebem o 13º os segurados que têm BPC (Benefício de Prestação Continuada) e renda mensal vitalícia. Atualmente, mais de 36 milhões de brasileiros recebem ​aposentadoria ou benefício do INSS.

VEJA O CALENDÁRIO DA SEGUNDA PARCELA DO 13º DO INSS

PARA QUEM GANHA ATÉ O SALÁRIO MÍNIMO

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Final do benefício Data do depósito
1 25/05
2 26/05
3 27/05
4 30/05
5 31/05
6 01/06
7 02/06
8 03/06
9 06/06
0 07/06

PARA QUEM GANHA ACIMA DO SALÁRIO MÍNIMO

Final do benefício Data do depósito
1 e 6 01/06
2 e 7 02/06
3 e 8 03/06
4 e 9 06/06
5 e 0 07/06

Para saber quanto vai receber de 13º, de benefício mensal e se foram aplicados descontos, o aposentado precisa ter senha de acesso ao Meu INSS.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

OMO CONSULTAR O 13º E O ​BENEEFÍCIO MENSAL

PELO SITE:

  • Acesse www.meu.inss.gov.br
  • Na página inicial, vá em Entrar com gov.br
  • Depois, informe o CPF e clique em Continuar
  • Na página seguinte, digite a senha e vá em Entrar
  • Na página inicial, clique em Extrato de Pagamento
  • Aparecerão dois valores: os que foram pagos na competência de abril, cujo status estará como Pago, e os que serão pagos em maio
  • Clique na seta ao lado do pagamento de maio de 2022
  • Ao lado da competência de maio de 2022, aparecerá o valor líquido a ser pago no mês (após descontos, se for o caso)
  • O segurado poderá consultar: o valor do benefício (código 101), o valor total do 13º salário (código 104), adiantamento do 13º de competências anteriores (323, ou seja, a primeira parcela), empréstimo consignado, se houver, arredondamentos necessários, agência em que o benefício está vinculado e a data em que o valor estará disponível
  • É possível gerar o PDF, clicando no final da página em Baixar PDF

PELO APLICATIVO:

  • Abra o app Meu INSS
  • Clique em Entrar com gov.br
  • Informe o CPF e vá em Continuar, depois, digite sua senha e vá em Entrar
  • O programa perguntará se quer registrar o aparelho para receber notificações, escolha Não permitir ou Permitir
  • Na página inicial, vá em Extrato de pagamento
  • Clique na seta ao lado do pagamento de maio
  • O segurado poderá consultar: o valor do benefício (código 101), o valor do 13º salário (código 104), adiantamento de 13º em competência anterior (323, ou seja, a primeira parcela), empréstimo consignado, se houver, arredondamentos necessários, agência em que o benefício está vinculado e a data em que o valor estará disponível
  • É possível gerar o PDF, clicando no final da página em “Baixar PDF”

COMO É FEITO O CÁLCULO DO 13º DO INSS

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o órgão, a primeira parcela do abono salarial corresponde a metade do valor do benefício para quem já estava aposentado em janeiro de 2022. Para aqueles que se aposentaram depois, o valor a ser pago é proporcional aos meses de recebimento da aposentadoria.

O desconto do Imposto de Renda é realizado na segunda parcela para os beneficiários que são obrigados a pagar e é calculado sobre o valor cheio do 13º. É isento do IR o benefício de até R$ 1.903,98 por mês.

Aposentados e pensionistas a partir dos 65 anos têm direito a isenção extra no IR a partir do mês em que fazem aniversário. Neste caso, passam a pagar o Imposto de Renda apenas benefícios acima de R$ 3.807,96.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O QUE FAZER COM O RECURSO EXTRA?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para Reinaldo Domingos, presidente da Abefin (Associação Brasileira dos Profissionais da Educação Financeira), a decisão de como utilizar o dinheiro do 13º salário precisa ser pensada conforme a situação financeira de cada beneficiário.

Domingos afirma que no caso de a pessoa ter uma vida financeira equilibrada, ela pode utilizar esse recurso extra para investir em uma aplicação financeira. “Seja para uma reserva de emergência estratégica ou para outro objetivo, é importante já guardar esse dinheiro pensando em uma finalidade específica. Mas é preciso tirá-lo da conta-corrente, pois se não ele pode virar pó.”

No caso dos beneficiários que estão desequilibrados com as finanças, a orientação é utilizar o dinheiro do 13º para tentar organizar as dívidas. O especialista orienta, no entanto, não usar o benefício para antecipar contas que ainda não venceram, mas para pagar aquilo que está em atraso e gerando juros e multas.

“É interessante que o aposentado use esse recurso para aniquilar a dívida. Quando isso não é possível, guarde o dinheiro para quando conseguir fazer um acordo. É preciso ter tranquilidade, não adianta fazer acordos sabendo que não conseguirá pagar.”








Você pode gostar