Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Economia

FGTS: Novo saque começa hoje

Se o trabalhador não informar nada e não sacar o dinheiro até 15 de dezembro, o valor voltará à conta de origem no FGTS

Foto: Reprodução/Agência Brasil

O saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) está disponível, para aqueles nascidos no mês de setembro, a partir deste sábado (28). Foi autorizado o saque de até R$ 1.000 por pessoa.

O objetivo da ação é injetar dinheiro na economia. Os saques do FGTS começaram em 20 de abril e seguem até 15 de junho, sendo que o calendário varia de acordo com o mês de aniversário do trabalhador.

É possível consultar o valor disponível e a data de recebimento por meio do aplicativo do FGTS ou em agências da Caixa Econômica Federal.

Depois for creditado na poupança digital e o trabalhador que não quiser receber, é possível solicitar que o montante volte para sua conta do FGTS. Isso pode ser feito até 10 de novembro.

Se o trabalhador não informar nada e não sacar o dinheiro até 15 de dezembro, o valor voltará à conta de origem no FGTS, com correção monetária. Quem ainda não recebeu pode fazer o pedido para pegar o dinheiro, por meio do app do FGTS ou em agências da Caixa.

Qual o valor do saque?

O valor do saque é de até R$ 1.000 por trabalhador, considerando a soma dos saldos disponíveis em suas contas do FGTS.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quem tiver mais de R$ 1.000 nas contas receberá apenas os R$ 1.000. Quem tiver menos de R$ 1.000 receberá todo o valor que estiver no fundo.

Valores que estiverem bloqueados, não poderão ser sacados. É o caso de montantes usados como garantia de empréstimos na modalidade antecipação do saque-aniversário.

Se o trabalhador tiver mais de uma conta do FGTS, o saque é feito na seguinte ordem: primeiro, das contas relativas a empregos antigos, começando pela conta que tiver o menor saldo; em seguida, as demais contas, iniciando pela que tiver menos saldo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar