Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Economia

BNDES aprova R$ 1bi a concessões de aeroportos da Aena

O pacote de financiamento será dividido com o Banco do Nordeste (BNB), que emprestará R$ 790 milhões do valor total

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou participação de R$ 1 bilhão no pacote de financiamento de R$ 1,790 bilhões para os investimentos da Aena nos seis aeroportos do Bloco Nordeste, concedidos ao setor privado em 2020. O empréstimo é mais um passo do BNDES no sentido de conceder financiamentos no modelo de project finance para valer, sem exigir garantias para além das receitas oriundas do projeto financiado.

O pacote de financiamento será dividido com o Banco do Nordeste (BNB), que emprestará R$ 790 milhões do valor total. Metade do empréstimo concedido pelo BNB foi garantido por uma fiança bancária do BNDES, inaugurando a atuação do banco de fomento como avalista em operações coordenadas de infraestrutura.

Em nota, o BNDES ressaltou que se trata de uma “operação non-recourse”, em que a “contrapartida à garantia do BNDES é lastreada pelas receitas do próprio projeto – e não por recursos do acionista”. “A estruturação do crédito e garantia na modalidade ‘project finance’ foi possível em função da evolução e da maturidade do modelo de concessões do setor aeroportuário”, diz a nota da instituição de fomento.

Ainda conforme o BNDES, a operação de crédito financiará os investimentos necessários para ampliar em 50% a capacidade dos aeroportos administrados pela Aena – para um fluxo somado de 19 milhões de passageiros por ano, previsto para ser atingido em 2030. As obras de ampliação, que incluem reforço na segurança operacional, deverão gerar 4 mil empregos.

Estadão Conteúdo








Você pode gostar