Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Policiais penais federais entram em greve

“Além disso, há o risco concreto de entrega de cargos e chefias dos gestores em todo país”, escreve a categoria

Foto: Tereza Neuberger/Jornal de Brasília

A Federação Nacional dos Policiais Penais Federais aprovou, nesta terça-feira (18), a paralisação da classe, como forma de pressionar o governo a melhorar e regularizar as condições de serviço.

Com a greve, a federação informou ainda que os atendimentos de advogados, visitas e banhos de sol serão suspensos aos presos. “Além disso, há o risco concreto de entrega de cargos e chefias dos gestores em todo país”, escreve a categoria.

A federação ainda afirma que a categoria é contra a proposta atual da regulamentação, já que haverá perdas reais no salário dos serviços policiais. “Essa decisão do governo é terrível para a vida dos nossos policiais, uma vez que transformaria em uma espécie de ‘subpolícia’, desvalorizando uma instituição policial”, finaliza.








Você pode gostar