fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Homem é preso por divulgar vídeos íntimos de mulheres com abuso de vulnerável

Dito apoiador do movimento feminista, David Júnio Narvaez Meirelles divulgou um vídeo com a ex inconsciente, o que se enquadra como estupro de vulnerável

Aline Rocha

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da Redação
redacao@grupojbr.com

Um estudante de 30 anos foi preso, nesta quinta-feira (5) após publicar vídeos íntimos de quatro mulheres na internet. Dito apoiador do movimento feminista, David Júnio Narvaez Meirelles divulgou um vídeo com a ex inconsciente, o que se enquadra como estupro de vulnerável. 

A vítima, no entanto, só ficou sabendo do abuso e da gravação após ser chamada na delegacia. Ao G1, a delegada responsável pelo caso, Danielle Carvalho, explicou que, em alguns dos vídeos, as mulheres permitiam a gravação, mas não permitiam a divulgação. “Teve circunstâncias que elas eram filmadas mesmo sem saber através de um notebook dele, que ele colocava em uma posição estratégica”, afirmou.

“Ele fazia questão de expor para poder humilhar a vítima. Ele, além de postar o vídeo, com fotos e filmagens, ele fazia uma legenda com nomes bastante depreciativos, com nome da vítima e, muitas vezes, com Instagram ou telefone para que elas pudessem ser identificadas facilmente”, disse a delegada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Essa vítima, que foi ex-namorada também, contou que estava no mesmo ambiente que ele e que depois não se lembrava de nada. E quando ela chegou aqui [na delegacia], tomou conhecimento que realmente havia mantido relação sexual, porém, ela estava em estado de inconsciência, totalmente vulnerável”, complementou.

David disse que o comportamento é consequência de uma compulsão por sexo e disse estar fazendo tratamento. A polícia apreendeu notebooks, celulares, drogas e material para pichação. Além disso, encontraram um aviso sobre o estudante em um banheiro da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde o acusado estuda. 


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade