Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Cliente paga R$ 100 em balas que custam R$ 2 e camelô tenta devolver

“Meu pai me ensinou a ser honesto em todos os momentos e ocasiões da minha vida. Sempre tive valores do bem”, afirma o vendedor

Publicado

em

Willian Matos
[email protected]

Um caso de honestidade viralizou nesta segunda-feira (15/7). O camelô Phellipe Guimarães, de 27 anos, vende balas em coletivos para sustentar a família. No último dia 10, uma cliente se enganou de forma muito positiva para Phellipe, ao confundir R$ 2 com R$ 100 e dar 98 reais a mais ao vendedor em um ônibus na Vila Valqueire, zona norte do Rio de Janeiro. No entanto, ele não quer saber desse dinheiro, não.

No dia em que vendeu as balas à cliente, Phellipe pegou a nota, dobrada, e jogou dentro da bolsa que leva consigo. Depois, ao contar os lucros, percebeu que se tratava de uma nota de R$ 100. Desde então, ele procura a mulher nas redes sociais para devolver o dinheiro. Ele descreve com as próprias palavras:

“Uma senhora pediu dois doces e me entregou a nota dobrada, que, por ser azul, parecia ser de R$ 2. Eu joguei dentro da bolsa. Quando fui contar o dinheiro, percebi que na verdade ela era de R$ 100. Desde então, tento localizar essa senhora para devolver”, conta.

Phellipe é casado e pai de um filho. Dois dias antes de receber o dinheiro a mais, ele foi assaltado na rua onde mora, perdendo o celular e R$ 420 que seriam destinados à mensalidade da escola particular do garoto. Dadas as circunstâncias, a história chama ainda mais a atenção das pessoas.

“O meu pai me ensinou a ser honesto em todos os momentos e ocasiões da minha vida. Sempre tive valores do bem. Já recebi troco errado outras vezes e devolvi. É uma atitude que deveria ser considerada normal, de todos. Acho que falta empatia às pessoas”, explica o jovem, que é casado com Emanuelle Guimarães.

Phellipe fez a postagem no Facebook para procurar a moça, descrita por ele como “uma senhora de cabelo ruivo, com tatuagem de borboleta na mão, de cor branca, de bolsa de onça.” Nos comentários, o público aplaude a atitude do rapaz: “Pessoas nobres como você nos fazem crer que a humanidade ainda pode se recuperar. Parabéns e que Deus abençoe infinitamente você e sua família!”, disse uma mulher.

Bom dia família.Vocês poderiam me ajudar, agora pouco uma senhora comprou 2 doces comigo, e meu deu que parecia ser uma…

Publicado por Phellipe Guimarães em Quarta-feira, 10 de julho de 2019

Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade