Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Bio sem Neura

Bio sem Neura #055 – Sífilis

Ao longo da história, a sífilis não poupou reis nem plebeus

Por Philip Ferreira 12/04/2021 10h11

Ao longo da história, a sífilis não poupou reis nem plebeus. Todos sofreram o estigma de serem portadores da temida peste venérea, cuja disseminação era atribuída aos invasores de terras vizinhas ou países longínquos. Passariam séculos até que ela deixasse de ser tratada com compostos à base de plantas, mercúrio e arsênico. Somente na década de 1940 apareceria a penicilina, até hoje utilizada na terapia da sífilis, uma doença causada pela bactéria Treponema pallidum.

Considerada uma infecção sexualmente transmissível (IST), a sífilis atinge 12 milhões de pessoas em todo o mundo e continua a ser um desafio para as autoridades sanitárias. No Brasil, a enfermidade avança entre as mulheres, especialmente as negras e jovens na faixa etária de 20 a 29 anos. A região do país com o maior número de incidência é a Sudeste, representando 51,5% dos casos notificados, seguida da região Sul, com 24,3%. Os dados são do Ministério da Saúde.

Para saber mais assista ao vídeo do Bio Sem Neura com o @philipbio






Você pode gostar