Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Homem que tentou invadir escola na Asa Norte foge durante transferência de hospitais

Publicado

em

Ana Lúcia Ferreira
[email protected]

O homem que tentou invadir uma escola particular na Asa Norte foi protagonista de um novo problema. Ele pulou de uma ambulância em movimento no momento em que era transferido do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) para o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP). O caso aconteceu na tarde desta segunda-feira (11).

Em nota, a Secretaria de Saúde informou que “o paciente estava contido e acompanhado de um padioleiro – pessoa que carrega a maca – e da irmã. Porém, ele conseguiu desamarrar a contenção e evadiu-se.” A pasta informou que a direção do hospital acionou a Polícia Civil que investiga o caso.

Edílson Menezes da Cruz, 49 anos, foi internado no Hran, logo após ser preso, na sexta-feira (8). Ele seguia internado no Hran para passar por cuidados médicos, até que surgisse uma vaga em unidade adequada – no caso, o HSVP.

Perigo nas ruas

Até a notícia da fuga, a corporação ainda avaliava os fatos e ouvia testemunhas para que o homem não fosse solto. “Conversamos  com a irmã dele e ela está ajudando a 2ª DP, porque a gente não  o quer na rua. Saindo de lá [Hran], ele pode  ser encaminhado para o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), que faz atendimento psiquiátrico. Mas ainda não sabemos, estando esperando informações. A  gente quer saber também, porque é uma questão de segurança pública“, afirmou o delegado Laércio Rosseto, antes de ser informado de que o homem escapou.

De acordo com o delegado,  para que a polícia consiga um mandado de prisão contra o ex-policial, em linhas gerais, seria necessário que o acusado tivesse cometido um crime com pena prevista acima de quatro anos. “Então, estamos buscando uma solução para evitar que ele venha causar algo maior agora”, diz.

Reprodução

Entenda o caso

No dia 4 de fevereiro, Edílson Menezes da Cruz tentou invadir o colégio por volta das 14h. Na entrada da instituição infantil, o ex-policial informou que queria passar para a outra quadra, aproveitando o fato de a escola ter duas portarias, mas acabou barrado pelo porteiro. Edílson, porém, chegou a empurrar o funcionário, que revidou a agressão e o retirou do local. No dia seguinte, ele repetiu a tentativa.

Segundo testemunhas, o homem também já tentou abordar crianças em uma brinquedoteca, em novembro passado. Na sexta-feira (8), pais e funcionários da escola e da brinquedoteca foram à delegacia denunciar Edílson.

O ex-policial possui uma extensa ficha criminal, com mais de 50 registros e, no momento, está em regime semiaberto. Dentre as diversas passagens pela polícia, pelo menos quatro foram por estupro, além dos crimes de tráfico de drogas, corrupção passiva e violência doméstica.

Leia também:

“Poderia ser em qualquer escola”, diz mãe após tentativa de invasão em instituição da Asa Norte

Homem que tentou invadir escola já abordou criança em brinquedoteca, diz denunciante

Ex-policial civil manteve mulher e enteada reféns por mais de cinco horas no Guará II


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade 
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

    Charge do dia
Publicidade