Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Venda de imóveis novos é a maior em sete anos no DF

Estudo revela que o mercado imobiliário na região está aquecido, com a venda de 479 unidades residenciais em março de 2022

Foto: Arquivo / Agência Brasília

O interesse pela compra de imóveis no Distrito Federal apresentou o maior crescimento em sete anos. Em março, foram comercializados 479 novas unidades residenciais por construtoras e incorporadoras na região. Esse número representa o maior volume de imóveis vendidos em um único mês desde 2015.

Os dados estão presentes na pesquisa Índice de Velocidade de Vendas (IVV) divulgada nesta terça (17) em Brasília. De acordo com o levantamento, somente em março deste ano, o índice alcançou 10,1%.

O estudo revela que o mercado imobiliário segue aquecido. Dois novos lançamentos oferecem 204 unidades aos consumidores. A oferta de imóveis novos no DF é de 4.761 apartamentos atualmente.

“Estes resultados demonstram os efeitos positivos de estímulos que, ao mesmo tempo, melhoram o ambiente de negócios e facilitam a vida do comprador”, avalia Eduardo Aroeira Almeida, presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (Ademi-DF).

Ele avalia que a redução temporária da alíquota do Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), cuja vigência expirou em 31 de março, é um dos fatores que alavancou as vendas no DF no período. Pago em toda transação de compra e venda de imóveis, o ITBI é uma das despesas mais altas tanto para o comprador quanto para o vendedor.

Cidades com mais ofertas de imóveis

Em março, foram lançados empreendimentos nas cidades de Águas Claras e Gama. No terceiro mês do ano, o maior volume de vendas foi registrado em Águas Claras, com a comercialização de 95 imóveis; no Noroeste, com 75 unidades; e Samambaia, com 69 imóveis.

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

Esta distribuição indica movimento positivo em todas as faixas de renda, sinalizando a confiança do comprador.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Mesmo com indicadores econômicos nacionais preocupantes, o mercado imobiliário do Distrito Federal continua apresentando bons números”, observa Adalberto Valadão Júnior, vice-presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF).

Entenda a pesquisa

O Indicador de Velocidade de Vendas (IVV) do mercado imobiliário da região é um estudo produzido mensalmente. Tem por objetivo acompanhar o desempenho da comercialização dos imóveis residenciais e comerciais, especialmente a curto prazo.

Os dados são coletados a partir de pesquisa direta realizada pelo Sebrae-DF, e conduzida pela Opinião Informação Estratégica, com o apoio do Sinduscon-DF e da Ademi-DF.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar