Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Secretário de Mobilidade do DF manda recado a rodoviários quanto à vacinação

Valter Casimiro anunciou que a categoria terá prioridade na imunização

Por Willian Matos 24/03/2021 11h56
Foto: Semob/Divulgação

O secretário de Transporte e Mobilidade do Distrito Federal, Valter Casimiro, gravou um vídeo onde manda um recado para os rodoviários da capital. Segundo Casimiro, estes profissionais terão prioridade na vacinação contra a covid-19.

“O governo garante que essa categoria é prioritária junto ao pessoal da segurança, da educação”, afirmou o secretário, em reunião com o Sindicato dos Rodoviários, que cobra um olhar atento à categoria.

Segundo Casimiro, o GDF vai obedecer o Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, que elenca trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros como grupo prioritários.

Assista ao vídeo:

Na terça-feira (23), a Secretaria de Saúde anunciou que vai começar a vacinar mais grupos a partir da semana que vem, a depender dos envios de vacinas por parte do Ministério da Saúde. Além dos rodoviários, poderão ser vacinados:

  • Policiais civis (PCDF) e militares (PMDF);
  • Bombeiros militares (CBMDF)
  • Agentes do Departamento de Trânsito (Detran-DF)
  • Agentes do Procon-DF
  • Servidores do DF Legal

Ressalta-se que todos dessa categoria, a princípio, deverão agendar atendimento. Somente idosos podem chegar nos postos de vacinação sem precisar agendar.

Nesta semana, o GDF já ampliou, em parte, o público-alvo da vacinação. Idosos de 69 anos ou mais foram convocados. A partir de sexta (26), poderão fazer agendamento mais profissionais de saúde. São eles:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
  • Médicos;
  • Enfermeiros;
  • Nutricionistas
  • Fisioterapeutas;
  • Terapeutas ocupacionais;
  • Biomédicos;
  • Farmacêuticos;
  • Odontólogos;
  • Fonoaudiólogos;
  • Psicólogos;
  • Assistentes sociais;
  • Médicos veterinários
  • Técnicos veterinários;
  • Trabalhadores de consultórios
  • Trabalhadores de clínicas
  • Trabalhadores de laboratórios;
  • Profissionais de farmácias;
  • Agentes funerários;
  • Servidores do Instituto Médico Legal (IML).






Você pode gostar