Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Operação DF Livre de Carcaças bate o número de 651 carros retirados das ruas

A Operação DF Livre de Carcaças, iniciada em em fevereiro de 2020 é coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP)

Com a ação realizada em Águas Claras nesta quarta-feira (21), chega a 651 o total de carros abandonados retirados das ruas do Distrito Federal. A Operação DF Livre de Carcaças, iniciada em em fevereiro de 2020 e coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), está alinhada aos direcionamentos da Sala Distrital Permanente de Coordenação e Controle [SDCC] das ações de enfrentamento às doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, do Governo do Distrito Federal.

Participam da operação as secretarias de Cidades, Executiva de Políticas Públicas e DF Legal, o Departamento de Trânsito (Detran), a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e a Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) da Secretaria de Saúde (SES). A Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) também atuam junto às equipes.

“Esta é uma ação pioneira e já ultrapassamos a marca de seiscentas carcaças retiradas das ruas do DF. O comprometimento dos órgãos envolvidos tem sido primordial para continuidade da Operação, que está alinhada às medidas do GDF para o controle da dengue e demais arboviroses”, avalia o secretário de Segurança Pública, delegado Júlio Danilo.

De acordo com o secretário, a DF Livre de Carcaças tem sido empregada nos programas implementados pela pasta, pela efetividade no aumento da sensação de segurança da população. “Temos incluído a operação na programação dos projetos implementados pela SSP/DF no DF, como é o caso da Cidade da Segurança e Área de Segurança Prioritária. A limpeza da cidade e organização de desordens incide diretamente na segurança dos moradores”, completa.

Os carros recolhidos passam por controle vetorial realizado por agentes da Vigilância Ambiental, da SES. O material é levado para o depósito do 3º Distrito Rodoviário, do Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER).

Águas Claras é a 23ª região a receber as equipes. “A escolha da cidade depende do mapeamento realizado. “Contamos com o apoio irrestrito dos Conselhos de Segurança (Consegs) e também das administrações regionais. A população também participa, com o envio de informações para nosso e-mail”, ressalta o coordenador dos conselhos de segurança da SSP, Marcelo Batista.

Para o administrador regional de Águas Claras, André Queiroz, a operação é de extrema importância, pois é uma demanda recorrente dos moradores da região. “Com a retirada dos carros abandonados podemos agregar maior segurança para a população, além da eliminação de eventuais focos do mosquito Aedes aegypti”, afirma.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar