Brasília

“O governador nunca teve interesse no Entorno”, diz Caiado sobre Ibaneis

Após declarações do governador de Brasília, Ibaneis Rocha, de que iria fechar as fronteiras do DF para o estado vizinho, a polêmica continua

Guilherme Gomes
[email protected]

Nesta sexta-feira (26), o governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado, reagiu de forma inesperada e contundente a situação da Covid-19 no entorno do Distrito Federal. Após declarações do governador de Brasília, Ibaneis Rocha, de que iria fechar as fronteiras do DF para o estado vizinho, a polêmica continua. Em entrevista na manhã desta sexta ao Bom Dia DF da rede Globo, Caiado disparou a metralhadora giratória.

Inicialmente, o médico e governador falou sobre os números de leitos de UTI no Estado de Goiás e retrucou as declarações de Ibaneis Rocha. “Estamos mostrando que somos um governo atento, fazemos da saúde a média de salvar vidas e não negociata. Você nunca viu escândalo do desvio de dinheiro da saúde no Estado de Goiás e nunca viu meu secretário da saúde ir pra cadeia por desvio de dinheiro”, afirmou Caiado.

Quando perguntado sobre a situação das pessoas que se aglomeram no transporte público para se locomover pelo Entorno do DF, Caiado mais uma vez citou o governo da capital como responsável.

“O transporte coletivo do entorno de Brasília é controlado por uma estrutura mafiosa comandada pelo secretário de transporte do DF, o senhor Valter Casimiro, envolvido em todas as negociatas […] quiseram monopolizar todo o entorno para ter um lucro de 450 milhões de reais”, disparou o governador do Estado de Goiás.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“O governador (Ibaneis) nunca teve interesse no Entorno. Teve interesse em imobiliária e benefício no transporte Urbano. Estamos vendo que ele tem uma situação que não consegue explicar pra população que é o desvio de dinheiro da Saúde”, completou Caiado.

Covid-19 no Estado de Goiás

Até a publicação desta reportagem, o Distrito Federal registra 4.805 óbitos sendo que 372 deles tinham residência no Estado de Goiás. Dos 293.782 mil diagnósticos notificados, 18.481 eram moradores do estado vizinho.

De acordo com Ronaldo Caiado, as medidas protetivas foram tomadas. “Implantamos no nosso governo a mais de 670 leitos de UTI instaladas em vários regiões do Estado de Goiás e no Entorno do DF […] 391 leitos só na área pública destinada a Covid”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pedido de Solidariedade

“Aqui em Goiás também atendemos pessoas de Brasília. Precisamos de solidariedade […] Então só vale a vida quem tá aí (Brasília)?”, desabafou Ronaldo Caiado.

“Brasília é gerida por um processo de corrupção desvairado […] É um comportamento desumano em dizer que vai fechar fronteira com o Estado de Goiás […] Ele (Ibaneis) provocou isso”, completou Caiado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar