Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Homem que matou ex-mulher é condenado a 27 anos

Ainda assim, Osmar não aceitava o fim do relacionamento e, ao simular que iria deixar a filha com a vítima, atirou diversas vezes contra ela

Foto: Reprodução

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) condenou, nessa semana, um homem que matou a ex-esposa em junho de 2021. A pena foi fixada em 27 anos e 4 meses de prisão pelos crimes de feminicídio e porte ilegal de arma de fogo.

Segundo o processo, na data, Osmar de Sousa Silva assassinou a ex-companheira a tiros. O criminoso e a vítima foram casados por quatro anos e tiveram uma filha juntos. O relacionamento acabou após diversas traições do condenado.

Ainda assim, Osmar não aceitava o fim do relacionamento e, ao simular que iria deixar a filha com a vítima, atirou diversas vezes contra ela.

Em seu depoimento na delegacia, o réu afirmou que sempre foi tratado com ironia e a partilha de bens trouxe discordâncias entre o casal, uma vez que ele teria assumido todas as dívidas, após a separação. Na decisão, os jurados decidiram condenar o réu pelos crimes descritos na denúncia. Ao fixar a pena, o magistrado considerou que o feminicídio foi cometido por motivo torpe, com emprego de meio cruel e mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa da vítima.

 






Você pode gostar