Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

GDF reinaugura a Praça da República com primeiro evento cultural

Reinaugurada na tarde desta quinta-feira (25), a Praça da República recebe a Feira de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Feicultura)

Créditos Hugo Lira/Secretaria de Cultura e de Economia Criativa

Por Luciana Costa
[email protected]


A Feicultura acontece na área externa do Museu Nacional da República nas tardes 26, 27 e 28 de novembro. O espaço foi revitalizado pela Secretaria de Cultura do DF com aporte de 187 mil reais.

Reinaugurada na tarde desta quinta-feira (25), a Praça da República recebe a Feira de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Feicultura), com atrações artísticas, musicais e culturais durante os dias 26, 27 e 28 de novembro. Localizada na área externa do Museu Nacional da República, o evento gratuito está liberado a todo público, garantindo acessibilidade para pessoas com deficiências e idosos.

A revitalização do espaço, concretizada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal, teve investimento de R$ 187 mil, incluindo lavagem, limpeza, recuperação dos espelhos d’água e pintura dos bancos.

Na cerimônia de abertura, o secretário de cultura e economia criativa, Bartolomeu Rodrigues, disse que a Praça da República faz parte do projeto de revitalização dos espaços públicos de Brasília. “Nós estamos gradativamente devolvendo aos brasilienses os espaços públicos reformados, que antes estavam ociosos ou abandonados”, que complementa que a importância das revitalizações está em perpetuar a beleza única e traçados típicos de Niemeyer, que compõem a estética da cidade de Brasília.

A Feicultura retoma as atividades socioculturais no coração da capital, em um momento em que o governador Ibaneis Rocha decretou o retorno e a liberação dos eventos. O coordenador-geral, Aci Carvalho, destacou que a feira “traz em si muita esperança porque estamos trazendo de volta agentes culturais que estavam sem apresentar a sua obra há dois anos”.

A Secretaria de Cultura afirma que a volta de eventos presenciais como esse sinaliza uma retomada econômica para o 2022. Pois, com o propósito de estimular a economia criativa com projetos regionais, o evento gerou 100 empregos diretos e 200 indiretos. “Este cenário diferente para o ano que vem é fundamental para a economia criativa, que possui um peso forte na economia do Distrito Federal”, afirma o secretário Bartolomeu Rodrigues.
Evento do GDF testa a exigência do cartão de vacina

A Feicultura é o primeiro evento realizado após a obrigatoriedade da apresentação do cartão de vacina em competições esportivas, shows e festivais em Brasília. Para atingir o maior alcance populacional, o governador Ibaneis Rocha decretou que os brasilienses devem comprovar as duas doses da vacina de forma que as medidas restritivas em decorrência da pandemia da Covid-19 possam ser revogadas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na entrada, a organização do evento fiscaliza o comprovante de vacinação de cada cidadão, o qual pode apresentar o cartão de vacina físico ou digitalmente pelo aplicativo do Conecte SUS. De acordo com o secretário de Cultura e Economia Criativa, o evento está sendo considerado como um teste avaliativo para os próximos eventos. “É um teste para a exigência de carteira de vacinação, estamos de olho em como será o controle, a reação do público e do mercado, principalmente para o ano que vem”, afirma ele.

Fim de semana com música e diversão

A Praça do Conjunto Cultural da República está repleta de manifestações artísticas como teatro infantil, dança, artesanato, gastronomia, moda, cultura afro, contação de histórias, literatura, exposições, oficinas de empreendedorismo, DJ e fotografia, além de shows. A programação teve início na quinta-feira (25) com a participação do DJ Bola, apresentação de ballet clássico e da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro.

Para as apresentações musicais estão confirmados o grupo Samba Urgente, Digão (Raimundos), Philippe Seabra (Plebe Rude), GOG (foto), Bboy Samuka (breakdancer), Turko (grafiteiro), Realleza (rapper e cantora), Tio André (mágico), e o Coletivo Cultural Favela Mob, entre outros. Vale dizer que todas serão transmitidas ao vivo no YouTube, pelo canal da AECEC.

O incentivo ao aprendizado compõe a alma da Feicultura, que disponibiliza oficinas de fotografia, DJ e empreendedorismo. De 26 a 28 de novembro, as aulas serão gratuitas para a oficina de Fotografia às 8h, a oficina de DJ e de empreendedorismo cultural está programada para às 10h. Para participar, basta se inscrever pelo site ou aplicativo do ‘O Que Vem Por Aí’.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DAS OFICINAS

Quinta-feira (25)/Sexta-feira (26)/Sábado (27)/Domingo (28)
8h – Oficina de fotografia
10h – Oficina de DJ
10h – Oficina de empreendedorismo cultural

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DAS INTERVENÇÕES ARTÍSTICAS

Quinta-feira (25)
15h – DJ Bola
16h – Cerimônia de abertura oficial da feira com a presença da imprensa e autoridades
18h – Apresentação de ballet
19h – Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro

Sexta-feira (26)
15h – DJ Ocimar
18h – Grafite ao vivo com Turko
18h – Roda de capoeira
19h – Apresentação de dança com Bboy Samuka
20h – Duelo de rima
21h – GOG e Realleza

Sábado (27)
14h – Contação de histórias
15h – DJ Bola
16h – Mágico Tio André
19h – Apresentação de dança de gafieira
20h – Valerinho Xavier e grupo Chorando à Beça
21h – Samba Urgente

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Domingo (28)
14h – Contação de histórias
15h – DJ Bola
16h – Mágico Tio André
18h – Apresentação de dança contemporânea
19h – Digão (Raimundos) e Philippe Seabra (Plebe Rude)

EXPOSITORES

  • Moda – Expositores: Sonho e Conforto, Nós de Amora, Adentro, Moda Fashion
  • Artesanato e Artistas Plásticos: Impacto com Papelão, FP Quadros em Quilling, Maria Corujice, Zabeli Biscuit e Urakins Biscuit.
  • Literatura: Artesana jogos pedagógicos, Evaneide Arteira, Sinta Minha Poesia, Salada de Letras, Misabell Bazar, Celeiro Literário, Academia Aguaslindeses de Letras, Almub, Academia Olhos D’Água e Marília Mangueira.
  • Gastronomia: Los Cabrones, Dog do Bartô, Coffe Bike, Sabor da Bahia, Dr. Crepe, La Bamba, Doce Ninna, Bike Dog Artesanal, Ponto Burger.
  • Cultura Afro: Salão Estúdio África, Ilustra Preto, Somos Mais DF, Mundo Arte Afro, Cristiane Sobral, Meu Espaço Sagrado, Toque Africano, Afrikanus – Roupas e acessórios afro, Yalodê moda étnica, Tambor, arte moda e produção.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE







Você pode gostar