Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Economia autoriza novo concurso da EMATER/DF com 126 vagas

Ao todo, 35 vagas imediatas e 91 oportunidades de ingresso no cadastro reserva. Expectativa é que aprovados comecem a trabalhar em 2023

Foto: Divulgação / Emater

Gabriel de Sousa
[email protected]

A Secretaria de Economia do Distrito Federal autorizou, nesta última quarta-feira (11), a realização de um novo concurso para o ingresso na Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (EMATER/DF), que irá ofertar 126 vagas para concurseiros de nível médio e superior.

As vagas serão divididas entre 35 de ingresso imediato e 91 oportunidades de ingresso no cadastro reserva. Para os concurseiros com nível superior, serão disponibilizadas oportunidades para compor os quadros do Grupo Operacional de Nível Superior e Serviços Operacionais Finalísticos, que consiste no cargo de técnico especializado e extensionista rural.

Tanto os concurseiros com nível superior quanto os com nível médio poderão concorrer ao cargo de extensionista. Já os que possuem o ensino intermediário também têm a possibilidade de fazer parte do Grupo Operacional de Apoio Administrativo e Serviços Gerais, com a oportunidade do exercício da função de assistente administrativo.

De acordo com Luiza Magalhães, coordenadora de Gestão e Modernização da EMATER, a portaria publicada no Diário Oficial da União nesta última quarta-feira (11), está com informações erradas. Na minuta, lê-se que serão oferecidas oportunidades para auxiliar de serviços gerais; eletricista; motorista; eletricista; mecânico automotivo; fotógrafo; digitador; desenhista; assistente administrativo; e técnico em informática. Esses cargos, segundo Luiza, não estarão disponíveis para o ingresso dos concurseiros.

“Na portaria, o pessoal colocou erroneamente todos os cargos que a gente tem, mas não necessariamente os que a gente vai contratar. A gente vai contratar extensionista rural de nível superior e médio, técnico especializado, que é de nível superior e assistente administrativo para nível médio”, afirma.

Em uma entrevista exclusiva para o Jornal de Brasília, Luiza Magalhães informou que no momento atual, a EMATER trabalha com a formação de uma comissão que irá organizar o edital do certame. Segundo a representante, não há uma previsão definida da publicação do documento norteador, porém, a expectativa é que os aprovados já comecem a trabalhar no próximo ano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A última vez em que a EMATER teve um concurso público foi em 2009, há 13 anos atrás. Naquele certame, 56 vagas foram disponibilizadas para cargos de nível fundamental, médio e superior. Os aprovados deste processo seletivo receberam remunerações iniciais que variaram de R$ 1.267,44 a até R$ 3.050,97.

Segundo Magalhães, o motivo para os 13 anos sem um processo seletivo para a EMATER foram causados por limitações e pela espera de uma oportunidade. “Na verdade, foram limitações mesmo. Nós tivemos um período de pandemia de dois anos. Anteriormente a isso, todo o GDF tinha uma certa limitação para a realização de concurso. Foi uma questão mesmo de oportunidade. Não tem nenhum motivo específico, foi mais uma questão de trâmite administrativo”, observa a coordenadora de Gestão e Modernização.








Você pode gostar