Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

DF vacinou 2 mil pessoas a mais que previsão estipulada pela Secretária da Saúde

As autoridades tem realizado coletivas constantemente para informar a população local a respeito do avanço da doença na capital candanga

Vacinação drive-thru contra a covid-19 no Parque da Cidade, em Brasília. Foto: Marcelo Camargo

Com o objetivo de atualizar a população em relação às ações no combate à covid-19, autoridades do Governo do Distrito Federal (GDF) tem concedido entrevistas coletivas sobre a situação vivda na capital candanga. Por isso, nesta quinta-feira (15), os secretários da Casa Civil, Gustavo Rocha; da Saúde, Osnei Okumoto, conversaram com a imprensa, no Salão Branco do Palácio do Buriti, para . No evento, os chefes locais destacaram

O secretário da Casa Civil iniciou sua fala ao destacar que a taxa de transmissibilidade do coronavírus no DF está em 0,92. De acordo com a autoridade, a média do índice aponta 0,86 e está em um nível bom, pois permanece abaixo de 1.

Quanto a fila de espera por leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), o índice aponta que, atualmente, 183 pessoas ainda aguardam pela internação nos locais. Em um momento mais crítico da pandemia da Covid-19, o medidor esteve em 331.

Gustavo Rocha destacou o fato de que o DF vacinou 2 mil pessoas a mais que a previsão estipulada pela Secretaria de Saúde. Além disso, o chefe da pasta frisou que o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), analisa a situação sanitária diariamente. Por fim, a autoridade respondeu que a capital federal tem insumos para 60 dias, nos estoques do kit intubação.

Em relação à vacinação, Rocha informou que neste sábado (17), o DF terá 13 locais de vacinação, sendo quatro exclusivamente presenciais, três mistos (presencial e drive-thru) e seis drives-thrus.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em seu pronunciamento, Osnei Okumoto destacou o fato do DF ter 472 leitos de UTI. Além disso, o chefe da Saúde frisou que a entrega dos hospitais de campanha acontecerá nesta sexta-feira (16). Segundo ele, a Secretaria fará uma análise nas instalações.

Outro ponto destacado por Okumoto foi a doação que o DF recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde. Segundo ele, o órgão enviou 20 tablets, 90 tendas e 1,2 milhão de adesivos para cartões de vacinação. Com relação às tendas, as estruturas apresentam 100 metros quadrados e podem ser utilizadas para a vacinação presencial e por meio do drive-thru.

Questionado se a população poderá se vacinar no domingo, Osnei confirmou a informação e respondeu que idosos de 64 e 65 anos podem ir aos locais. Além disso, doses D2 (segunda aplicação) também serão disponibilizadas no dia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao ser perguntado se a abertura de novos leitos é suficiente, o secretário da Saúde informou que o aumento da quantidade de instalações é importante para que os atendimentos sejam realizados.

De acordo com Rocha, os recentes aumentos na taxa de transmissão do vírus representam uma “oscilação” já esperada. Novamente, ele destacou o fato do DF ter o percentual em estabilidade e estar abaixo de 1. Além disso,a autoridade não relacionou o crescente do índice à flexiblização das medidas restritivas impostas.

Com relação à greve dos metroviários, Rocha respondeu que não há qualquer ligação entre a paralisação dos serviços e um possível aumento no número de contaminações.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ambos os secretários corrigiram uma informação que tinham passado em coletivas anteriores. Segundo eles, a possível divulgação de uma lista de pessoas vacinadas não poder ser realizada, pois pode ser que a medida vá de encontro ao direito de proteção de dados.






Você pode gostar