Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Codeplan apresenta dados sobre migração interna no DF

Enquanto isso, Sobradinho, Plano Piloto e Ceilândia foram as RAs que mais perderam moradores no mesmo período

Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília. Águas Claras completará 14 anos neste sábado (6). Para comemorar o aniversário da 20ª região administrativa do Distrito Federal — do total de 31 —, os moradores poderão participar de eventos de cultura, esporte e lazer ao longo do mês.

Águas Claras, Sobradinho II e Riacho Fundo II foram as regiões administrativas do Distrito Federal que tiveram maior saldo migratório entre 2015 e 2018 — com diferença positiva de 29.051 pessoas, 18.904 e 16.105, respectivamente. Enquanto isso, Sobradinho, Plano Piloto e Ceilândia foram as RAs que mais perderam moradores no mesmo período. Sobradinho registrou uma diminuição de -22.813 moradores; Plano Piloto, -17.208; e Ceilândia, -12.987 pessoas.

Os dados são do estudo intitulado “Migração Interna no Distrito Federal – 2015 a 2018”, que a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), que será apresentado nesta quinta-feira (5). A pesquisa busca compreender a distribuição populacional interna e conhecer o perfil das pessoas que se movimentaram nesse período.

A análise dos dados sobre movimentação populacional dentro do DF e perfil socioeconômico dos migrantes por região administrativa é fundamental para a formulação de políticas públicas, assim como o acompanhamento do processo de crescimento populacional das RAs e a observação das direções que o DF está se expandido ou retraindo.

 

Com informações da Agência Brasília.






Você pode gostar