Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

BNB oferece aulão de redação para vestibular da UnB

No aulão, os candidatos receberão dicas para a prova escrita cobrada no certame, marcado para o último fim de semana deste mês

Foto: Agência Brasil

A Biblioteca Nacional de Brasília (BNB), atrelada a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF (Secec), vai oferecer gratuitamente, no próximo sábado (18), três horas de aula preparatória de redação para o vestibular da Universidade de Brasília (UnB).

No aulão, os candidatos receberão dicas para a prova escrita cobrada no certame, marcado para o último fim de semana deste mês. Interessados devem entrar na bio do perfil da BNB no Instagram para se inscrever. As vagas são limitadas ao número de cadeiras do auditório do primeiro andar.

A aula será ministrada pela professora Joana Melo, graduada em letras e em história pela UnB, com pós-graduação em metodologia do ensino da língua portuguesa. A docente, que esteve à frente do aulão sobre o tema para o Enem, tem experiência de dez anos no ensino de redação, literatura e interpretação de texto e é avaliadora de diversos processos seletivos no Brasil.

Redação diferente

Joana alerta que a redação da UnB é diferente da do Enem, apesar de a banca ser a mesma nos dois casos, o Centro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). “No Enem, a gente sabe de algumas coisas, o que deixa a vida do candidato mais fácil”, explica. Joana se refere ao fato de o exame do ensino médio ter como gênero literário o texto dissertativo-argumentativo e, como assunto a ser desenvolvido, um problema no Brasil no século 21, o que não se verifica nem no vestibular da UnB nem no Programa de Avaliação Seriada (PAS).

Ela ressalta que o vestibular da UnB pode cobrar tanto um texto expositivo quanto uma carta ou uma crônica. “Isso dificulta. É importante lembrar que o foco da prova da UnB não é o assunto. A universidade já teve como temas ‘Viagem para Marte’ ou ‘A possibilidade de uma terceira guerra mundial’ ”, acrescenta Joana.

Os alunos que frequentaram o encontro de redação no início do mês passado no auditório da BNB tiveram como orientação enfrentar os eixos do tema sem tangenciá-los – um erro considerado grave pelos critérios de avaliação.

As informações são da Agência Brasília

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar