Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Acessível e moderno: GDF reinaugura o Na Hora

A unidade da Rodoviária do Plano Piloto passou por sua primeira revitalização em 21 anos de funcionamento

Foto: Elisa Costa/Jornal de Brasília

Elisa Costa
[email protected]

Nessa quinta-feira (14), a unidade do Na Hora, na Rodoviária do Plano Piloto, foi reinaugurada depois de passar por uma ampla reforma que durou 90 dias. O local recebeu R$1,8 milhão em recursos para melhorar o atendimento dos brasilienses e as condições de trabalho dos funcionários. Foi feita a troca de piso, adição de novos recursos tecnológicos e a inclusão do atendimento bilíngue e em linguagem de sinais (Libras). 

“Quando nós iniciamos esse processo, essa parceria da Sejus com o BRB, a nossa expectativa era exatamente essa: trazer modernidade, tecnologia, atendimento à comunidade, de forma rápida e útil. Agora a gente começa a mostrar o resultado desse trabalho”, elogiou o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), depois de visitar o local e conversar com os jornalistas. “Nós vamos levar esse atendimento para todas as cidades do DF. Essa é a prova de que é possível melhorar o atendimento à comunidade, de que é possível melhorar a vida das pessoas. Aqui na rodoviária é o primeiro passo no sentido de trazer todas as melhorias que a população merece”, finalizou o chefe de Estado. 

A unidade recebeu uma sala de descompressão, reparos nos banheiros, na copa, substituição do sistema elétrico e do parque tecnológico, além da redefinição do layout, mobiliários e divisórias. A expectativa de tempo médio para atendimento agora será abaixo de 5 minutos e segundo o governo local, o intuito é revitalizar todas as outras unidades do Na Hora até o final de 2022. A próxima a receber reformas será a de Brazlândia. 

Waldeci Silva, gerente do Na Hora, contou ao JBr que se sente realizado: “É um prazer imenso a gente poder compartilhar isso com toda a sociedade, com o público amigo, sabendo que sempre participamos em conjunto, com a nossa secretária de Justiça e nosso subsecretário, que lutaram muito para dar essa harmonia para nós. Há 21 anos que temos o Na Hora, mas essa revitalização é a primeira e ficou a cara do governo. Está aprovado.”  

A secretária de Justiça e Cidadania (Sejus-DF), Marcela Passamani destacou as vantagens para os cidadãos: “Estamos falando de um novo momento do Na Hora, funcionamos há mais de 20 anos sem nenhum tipo de intervenção grande como essa. E na verdade, estamos coroando um momento de mudança, através do BRB Serviços, vindo com mais agilidade, com um parque tecnológico mais ágil, moderno, para proporcionar o melhor para população”.

Também estavam presentes na reinauguração o vice-governador do DF, Paco Britto, o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, a administradora do SCIA-Estrutural, Vânia Gurgel, diretores e funcionários do Na Hora, o empresário e ex-governador do DF, Paulo Otávio e outras autoridades.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A unidade da rodoviária tem parceria com a Caesb, Codhab, Detran, Defensoria Pública da União (DPU), Instituto de Identificação da Polícia Civil do DF, Neoenergia, Ouvidoria do Corpo de Bombeiro Militar do DF, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Procon, Secretaria de Economia, Secretaria de Desenvolvimento Social, Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e Secretaria de Administração Penitenciária.

O Na Hora fica localizado no subsolo da Rodoviária do Plano Piloto, próximo à estação Central do Metrô. Os atendimentos são realidade de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h. Também existem quatro pontos de autoatendimento, onde as pessoas podem utilizar os serviços de forma virtual.

Na reinauguração dessa quinta, o governador Ibaneis Rocha também comentou sobre as futuras obras na Rodoviária do Plano Piloto, que serão feitas a partir de uma parceria público-privada e iniciarão a privatização do local.

O processo está sendo analisado pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal, porém, a rodoviária já vem recebendo obras como a de manutenção do teto e das escadas. Recentemente as portas dos banheiros foram trocadas, mas segundo a administração, há muito o que se fazer em relação à segurança e acessibilidade, já que transitam por lá cerca de 800 mil pessoas por dia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar