Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

Sobrevivente do Ninho se aposentou dos gramados e hoje é funcionário do Flamengo

O jovem, então com 19 anos, disse ter sido “uma decisão muito difícil”, mas que “sabe da escolha” que estava fazendo.

Foto: Reprodução/Instagram

RIO DE JANEIRO
(UOL/FOLHAPRESS)

Jhonata Ventura foi um dos sobreviventes do incêndio no CT do Flamengo, mas se aposentou dos gramados aos 19 anos e nesta sexta-feira (9) é funcionário do clube. A tragédia no Ninho do Urubu completou cinco anos nesta quinta-feira (8).

Ventura anunciou que pendurou as chuteiras em dezembro do ano passado. O jovem, então com 19 anos, disse ter sido “uma decisão muito difícil”, mas que “sabe da escolha” que estava fazendo.

Ele virou funcionário do Flamengo e trabalha na área de análise de mercado. “Agora focar e me capacitar para ser o melhor profissional possível para ajudar o clube. Que comece uma nova jornada de felicidade e sucesso”.

O ex-zagueiro tinha voltado aos gramados em junho de 2021, mais de dois anos após o incêndio. Ele atuou no duelo entre o Rubro-Negro e o América-MG, pelo Brasileiro Sub-17 daquele ano.

Jhonata Ventura foi um foi um dos três sobreviventes que tiveram de ser hospitalizados. Cauan Emanuel e Francisco Dyogo foram os outros.

Ele teve 30% do corpo queimado e recebeu alta hospitalar após mais de dois meses. Ele passou pelo Hospital Pedro II, em Santa Cruz, e pelo Hospital Vitória, na Barra da Tijuca.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Do incêndio à volta aos gramados, ele passou por um longo processo de recuperação. Em janeiro de 2020, voltou a fazer trabalhos no campo, mas a pandemia de coronavírus e as consequências para o calendário nas categorias inferiores se tornou um obstáculo a mais.






Você pode gostar