fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Santos perde ação e terá de pagar mais de R$ 4 milhões a Sampaoli

A diretoria do Santos alegava, na ação judicial, que Sampaoli havia pedido demissão em 9 de dezembro, o que o forçaria a pagar multa. O treinador, porém, defendeu que sua saída ocorreu apenas no dia 11, quando já não havia multa para a rescisão. E esse argumento foi aceito pelo tribunal

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE
O Santos perdeu a ação contra o técnico Jorge Sampaoli, que dirigiu o clube na temporada 2019. O clube terá de pagar cerca de R$ 4,4 milhões ao treinador argentino, de acordo com decisão da Justiça, que avaliava se ele deveria ou não pagar uma multa pela rescisão do seu contrato no ano passado, dando ganho de causa ao atual comandante do Atlético Mineiro.

A diretoria do Santos alegava, na ação judicial, que Sampaoli havia pedido demissão em 9 de dezembro, o que o forçaria a pagar multa. O treinador, porém, defendeu que sua saída ocorreu apenas no dia 11, quando já não havia multa para a rescisão. E esse argumento foi aceito pelo tribunal.

A decisão foi do juiz Wildner Izzi Pancheri, da 5ª Vara de Trabalho de Santos, e força o clube paulista a pagar todo valor que deve ao treinador argentino. São cerca de R$ 420 mil relativo às férias, R$ 320 mil do 13º salário, R$ 100 mil pelos dias trabalhados em dezembro e R$ 8 mil de FGTS. Além disso, ele tem direito a uma premiação de R$ 3,5 milhões pela classificação da equipe à Copa Libertadores.

Em 2019, sob o comando de Sampaoli, o Santos foi vice-campeão brasileiro. Além disso, caiu na primeira fase da Sul-Americana, nas semifinais do Campeonato Paulista e nas quartas de final da Copa do Brasil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sampaoli se reencontrou com o Santos em 9 de setembro, quando o time superou o Atlético-MG, hoje dirigido pelo argentino, por 3 a 1, pelo Campeonato Brasileiro. O time de Belo Horizonte, porém, é o líder do torneio, com sete de vantagem para a equipe paulista, a sexta colocada.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade