fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Pedro marca no último instante e garante vitória do Flamengo sobre o Goiás

Tadeu poderia ter saído como herói da noite. Mas acabou sem ter o que fazer no lance derradeiro, quando Pedro marcou seu oitavo gol no Brasileirão 2020

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE
Foi mais sofrido que podia se imaginar. Após massacrar o Goiás o jogo inteiro, o Flamengo só conseguiu o gol da virada, por 2 a 1, nesta terça-feira, no último instante do jogo no Maracanã. Com a suada e merecida vitória os cariocas igualam o Atlético-MG, com 30 pontos, mas somam uma vitória a menos.

Tadeu fechou o gol e poderia ter saído como herói da noite. Mas acabou sem ter o que fazer no lance derradeiro, quando o chute de William Arão parou nos pés de Pedro. O centroavante dominou e deslocou o goleiro para enorme festa.

Foi um massacre flamenguista. Tadeu fez ao menos três milagres, Michael não aproveitou a chance de titular ao falhar muito na finalizações e Bruno Henrique parou no travessão. Parecia mais um daqueles jogos que a bola teimaria em não entrar. Porém, Pedro, com seu oitavo gol nos últimos sete jogos, resolveu assumir o papel de herói da noite.

O confronto havia sido adiado da rodada 11, por causa da viagem flamenguista ao Equador. Os goianos ainda somam dois jogos a menos. Já o time carioca não terá nem tempo para descansar. Na quinta-feira já recebe o Bragantino, desta vez válido pela jornada 16. Filipe Luís, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, não joga.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sem armadores com a suspensão de Diego e as ausências de Éverton Ribeiro e Arrascaeta, com suas seleções nas Eliminatórias, Domènec Torrent optou por Michael. Viu sua aposta falhar em grandes oportunidades, na cara de Tadeu logo no começo.

Sofreu o castigo de imediato. O Goiás abriu o placar em sua primeira fuga ao ataque. Com 12 minutos, Daniel Bessa viu Vinícius livre e cruzou. O atacante bateu de chapa, no canto do goleiro Hugo Souza.

Como em jogos anteriores, o Flamengo outra vez iniciou sonolento Porém, com a desvantagem, acordou antes do intervalo. E bombardeou o goleiro Tadeu, que fez inúmeras belas defesas. Em uma tirou uma cabeçada de Bruno Henrique quase dentro do gol.

Mas a pressão foi tanta que o empate saiu antes do intervalo. Bruno Henrique serviu Pedro, que não perdoou, aos 38. No lance seguinte o Goiás voltou a marcar. Mas David Duarte estava impedido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Flamengo foi para o vestiário lamentando tantas chances desperdiçadas e o Goiás vibrando com a noite iluminada de Tadeu

Os cariocas voltaram para a etapa decisiva pressionando. O nervoso Michael perdeu logo de cara e Bruno Henrique carimbou o travessão. Virou ataque contra defesa. Pedro perdeu outras duas chances até Edílson fazer Hugo Souza trabalhar.

Mais um milagre de Tadeu e o técnico Domènec Torrent perdeu a paciência com Michael. Deu um bico em um copo d’água e mandou o palavrão. O espanhol resolveu apostar em quatro atacantes, com a entrada de Lincoln. Tirou um meia.

Apelando para chuveirinhos, chutes de longa distância e tudo que era possível, o Flamengo conseguiu o gol da vitória. Um triunfo de quem não desistiu de buscar a vitória em nenhum momento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 x 1 GOIÁS

FLAMENGO – Hugo Souza; Matheuzinho, Gustavo Henrique, Natan e Filipe Luís; William Arão, Thiago Maia e Gerson (Lincoln); Michael, Bruno Henrique e Pedro. Técnico – Domènec Torrent.

GOIÁS – Tadeu; Edílson, David Duarte, Fábio Sanchez e Caju; Breno (Ratinho), Shaylon (Douglas Baggio) e Daniel Bessa; Keko (Pintado), Rafael Moura e Vinícius. Técnico – Enderson Moreira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

GOLS – Vinícius aos 12 e Pedro aos 38 minutos do primeiro tempo; Pedro aos 50 do segundo.

CARTÃO AMARELO – Keko, Caju, Rafael Moura e Tadeu (Goiás) e Filipe Luís (Flamengo).

JUIZ – Paulo Roberto Alves Júnior (PR).

RENDA E PÚBLICO – Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL – Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade