Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

Paraguai vence Bolívia de virada (3-1) na estreia na Copa América

Os bolivianos abriram o placar com um pênalti convertido por Saavedra, com a expulsão de Cuéllar o Paraguai aproveitou para virar o placar

A seleção paraguaia estreou com vitória na Copa América ao vencer a Bolívia (3 a 1) nesta segunda-feira, no Estádio Olímpico de Goiânia, em uma partida polêmica.

Os bolivianos abriram o placar com um pênalti convertido por Saavedra aos 10 minutos, embora nos acréscimos do primeiro tempo, a ‘Verde’ tenha ficado com 10 jogadores devido à expulsão de Cuéllar e o Paraguai aproveitou sua superioridade numérica para virar o placar.

Romero Gamarra, com um belo chute de fora da área, empatou no início do segundo tempo (62) e três minutos depois, Ángel Romero aproveitou um rebote do goleiro Cordano para colocar os paraguaios na frente.

Já na reta final (80), o próprio Ángel Romero aproveitou um erro da defesa boliviana para marcar em um contra-ataque rápido decretando a vitória de 3 a 1.

Bolívia abre o placar

Com três desfalques por covid-19, incluindo o de seu astro, o veterano atacante Marcelo Moreno, a Bolívia conseguiu abrir o placar aos 10 minutos, quando o VAR indicou um toque de mão de Santiago Arzamendia dentro da área que o árbitro peruano Diego Diego Haro não havia visto.

Erwin Saavedra converteu a penalidade e abriu o placar para os comandados de César Farias em uma das poucas chances em que se aproximaram da área adversária.

O gol acordou os paraguaios, que a partir de então cercou a Bolívia, que defendeu o placar da melhor maneira que podia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aos 18 minutos, o árbitro marcou pênalti do goleiro Rubén Cordano em Alejandro Romero dentro da área, mas após ser avisado pelos fones de ouvido, reviu o lance na tela e reverteu a decisão por conta do impedimento de Ángel Romero.

Enfurecida, a equipe paraguaia partiu para o ataque em busca do empate, embora sem sucesso.

O jogo esquentou com o passar dos minutos e a Bolívia levou a pior, vendo Jaume Cuéllar receber o segundo cartão amarelo nos acréscimos, após uma entrada dura em Robert Piris.

Virada paraguaia

Berizzo buscou mais velocidade no jogo da ‘Albirroja’, colocando em campo Richard Sánchez no lugar de Mathias Villasanti após o intervalo e Carlos González no de Piris. A estratégia, aliada à pressão paraguaia, deu certo e, em apenas 4 minutos, os ‘guaranis’ conseguiram a virada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aos 62 minutos, Alejandro Romero acertou uma bola de fora da área e conseguiu empatar o jogo com um belo gol.

Três minutos depois, Romero cruzou da direita para a segunda trave, onde González, de cabeça, obrigou Cordano a se esticar. No rebote, porém, a bola caiu na linha do gol, onde Ángel Romero, à frente dos zagueiros, apareceu livre para fazer 2 a 1.

Longe de se contentar com o placar, o Paraguai seguiu pressionando e ampliou aos 80 minutos, quando um erro na saída de bola da defesa boliviana foi aproveitado por Ángel Romero em um rápido contra-ataque superando Cordano novamente.

Com a vitória, o Paraguai assumiu a liderança do grupo A com três pontos, enquanto a Bolívia é a lanterna com zero, ao lado do Uruguai, que ainda não estreou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Argentina e Chile, que empataram mais cedo no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (1-1), têm um ponto cada.

© Agence France-Presse

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE





Você pode gostar