Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Papai Noel sem renas, mas com remos

Por Arquivo Geral 19/12/2016 4h34
Wendel Lopes

Rogério Sampaio
Especial para o Jornal de Brasília

A manhã cinzenta, algo fria e com ameaça de chuva não foi suficiente para tirar o sorriso do rosto de dezenas de crianças que aguardavam ansiosas, à beira do Lago Paranoá, no Parque das Garças, no final da Península Norte, a chegada do bom velhinho… remando a bordo de uma canoa havaiana!

Wendel Lopes

Fotos: Wendel Lopes

Wendel Lopes

Daniel Lino

É desta maneira que, há quatro anos, a equipe da Raia Norte, que ministra aulas de Stand Up Paddle, Caiaque, Kite Surf e Slack Line nesta área privilegiada no fim do Lago Norte, capitaneada por Daniel Badke Lino, traz a alegria para o projeto social Jiu-Jitsu para Todos, localizado no Varjão, angariando presentes doados ou comprados, que são dados às crianças em um dia repleto de atividades lúdicas como práticas de esportes, brincadeiras e atividades artísticas.

“A Raia Norte é um projeto que tem como finalidade trazer para a comunidade o estímulo a prática de esportes, incutir práticas de sustentabilidade e respeito ao meio ambiente, além de proporcionar ações de inclusão social voltadas principalmente para as crianças. Esse Natal solidário, com o Papai Noel Candango surgindo do lago, nada mais é do que o coroamento de todo um ano de parceria e convivência”, explicou Lino.

Wendel Lopes

Érica Martins

Para Érica Martins, coordenadora do projeto Jiu-Jitsu para Todos, esse fim de ano nas margens do lago, cercado de brincadeiras, presentes, um bom lanche e a presença do bom velhinho, é um momento ansiosamente aguardado pelas crianças que participam do projeto.

“Nós temos essa parceria com o pessoal da Raia Norte não apenas na época do Natal. Uma vez por mês as crianças vêm até o lago ter aulas de SUP, Caiaque ou Slack Line. É muito gratificante contar com o carinho e a atenção do pessoal da Raia Norte”, disse Érica.

Para Bárbara Gregório, de 8 anos, tudo o que mais importava era a chegada do Papai Noel. Com os olhos fixos nas águas do lago, a menina sonhava com o presente que viria a bordo da canoa que traria o saco de presentes. Perguntada sobre o que queria ganha, Bárbara foi enfática: “uma boneca Polly!”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia mais: Regata São Silvestre fecha o ano com irreverência e bons ventos

                Canoagem disputa prova com percurso de 45 km no Lago Paranoá








Você pode gostar