Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

Maurício Souza tem contrato rescindido do Minas após falas preconceituosas

A pressão de patrocinadores pode ter influenciado a decisão. Nesta terça-feira, 26, a Fiat e a Gerdau, exigiram um pedido de desculpas

O jogador de vôlei Maurício Souza não faz mais parte do Minas Tênis Clube. A informação foi dada através de um comunicado feito pelo clube na tarde desta quarta-feira, 27. Maurício, que foi bastante criticado por ter falas homofóbicas em suas redes, saiu do Minas logo depois de uma tentativa de desculpas.

A pressão de patrocinadores pode ter influenciado a decisão. Nesta terça-feira, 26, a Fiat e a Gerdau, exigiram um pedido de desculpas do atleta além de solicitar que ele também apagasse os posts com mensagens preconceituosas.

O pedido de desculpas foi desenhado, no entanto, não convenceu o público que acompanha o caso. Maurício fez uma publicação em sua conta do Instagram, onde acumula mais de 250 mil seguidores. Na fala, o jogador disse que expressou sua “opinião”. “Se fosse crime, eu já estava preso’’, diz ele.

Ao continuar sua declaração, Maurício disse que respeita a todos e que está triste pelas consequências de suas falas. “Por não poder colocar os valores acima de tudo”. “Valores de família, valores do que a gente acredita, senão a gente é taxado como homofóbico”, afirmou.

Ainda na tentativa de pedir desculpas, ele reafirmou que disse o que ele acredita. “O que eu acredito ser certo não é o que você acredita ser certo, e a gente tem que conviver com isso”, finalizou.

Apesar de ter tentado cumprir uma das exigências dos patrocinadores do clube em que atuava, pedindo desculpa, o jogador não atendeu ao segundo pedido e manteve os posts em suas redes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar