Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

Hernán Crespo pede calma com Calleri no São Paulo: ‘Sem condições de ser titular’

Depois de jogar por 15 minutos contra os goianos, Calleri só entrou aos 37 minutos do segundo tempo contra o América-MG

Foto: Rubens Chiri/ saopaulofc.net

O torcedor são-paulino está inconformado por ter visto Calleri entrando apenas nos últimos minutos contra Atlético-GO e América-MG, ambos pelo Brasileirão. O atacante ainda está bem abaixo fisicamente e o técnico Hernán Crespo pede um pouco mais de paciência com o centroavante, “sem condições de ser titular no momento”, em sua avaliação.

Com a confirmação da conjuntivite de Luciano momentos antes do jogo com os mineiros, na quarta-feira, muitos torcedores foram às redes sociais para cobrar a escalação do argentino desde o início. Pablo foi o escalado, sob elogios e a confiança de Crespo. Após o empate sem gols, a ira se tornou grande com o treinador, que defendeu as escolhas explicando não ter como fazer os gostos da torcida agora.

Calleri atuou somente 28 minutos somados nos dois jogos e essa deve ser a tônica em mais algumas rodadas. “Infelizmente você (quem cobra o Calleri) não pode vir aos treinos e ver a condição do Calleri. Ele não joga desde abril, está há 15 dias com a gente, precisa de tempo”, afirma Crespo. “Ele não está em condições de jogar como titular.”

Depois de jogar por 15 minutos contra os goianos, Calleri só entrou aos 37 minutos do segundo tempo contra o América-MG. Foram 8 minutos de tempo normal e mais cinco de acréscimos apenas em campo. Crespo justifica sua decisão como proteção do reforço e ídolo da torcida. “Não podemos arriscar e ele se machucar, estourar.”

A mesma situação vale para Marquinhos, outro jogador para qual Crespo exige tempo para resgatar o bom futebol. “Marquinhos voltou depois de 50 dias. Não posso esperar um Marquinhos de 50 dias atrás, mas ele deve começar a jogar”, diz, sobre o jovem da base. “Um por uma coisa e outro por outra, sempre estamos com situações físicas complicadas, mas temos que ter paciência para (os atacantes) voltarem ‘top’.”

Crespo aproveita para culpar a falta de um elenco grande como justificativa da queda de rendimento do São Paulo, em sua visão, sem condições de disputar três competições ao mesmo tempo. Depois das saídas da Copa Libertadores e da Copa do Brasil, ele crê que a equipe tem tudo para engrenar disputando apenas o Brasileirão.

“(A queda veio) Talvez porque não temos um elenco para disputar três competições. Sabemos disso. Agora estamos só jogando uma, então acreditamos que vamos melhorar”, acredita. O duelo com o líder Atlético-MG será um bom teste na próxima rodada, sábado à noite, também no Morumbi.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estadão Conteúdo








Você pode gostar